segunda-feira, 4 de maio de 2009

Sem surpresa (05/05)

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, cancelou sua visita ao Brasil. Para você que lê este blog (Que sinuca!) não chega a ser exatamente uma surpresa. O post começava assim:
    À medida que se aproxima a visita ao Brasil do presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, marcada para a semana que vem, cresce dentro do Itamaraty a dúvida sobre a conveniência de receber agora o líder daquela república islâmica. E a interrogação não está apenas nas mentes de diplomatas que se opõem à política externa de Luiz Inácio Lula da Silva. O incômodo estende-se também a figuras alinhadas com a orientação das relações exteriores do Brasil nos últimos seis anos.
Leia Que sinuca!.

Acompanhe este blog pelo twitter.com

Assine o canal deste blog no YouTube

Assine este blog no Bloglines

Clique aqui para mandar um email ao editor do blog

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo

4 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Política externa , não é feita somente de Obamas.Assim como, chanceleres não costumam descalçar sapatos submissamente.Se algo de que podemos nos orgulhar,é a politica externa e seus diplomatas,empreendida no governo Lula.Pragamatismo, sem arrogância,com os fracos,tampouco submissão colonial com as potências tradicionais.

segunda-feira, 4 de maio de 2009 20:10:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Ao emblemático caso dos sapatos, soma-se o recuo na visita do presidente iraniano. Depois de alardear contra quem opunha-se à visita, como ato de soberania, chega o informe do cancelamento. Interessante como a soberania sofre solavancos.

Swamoro Songhay

terça-feira, 5 de maio de 2009 11:08:00 BRT  
Anonymous J.Augusto disse...

Alon, Hugo Chavez visitou 7 vezes o Irã.
No mês passado fez visita oficial de 3 dias, e trataram da inauguração do primeiro banco binacional Irã-Venezuela, que começará a funcionar com US$ 1,6 bilhão.

Não creio que Chavez endosse todas as políticas do Irã por causa disso. E tampouco Lula estaria endossando. Dialogar e negociar se faz entre diferentes. A política externa brasileira é multilateral, e procura tratar com igualdade Israel, Palestinos, árabes e persas.

Por que, na sua opinião, Chavez pode e Lula não pode?

quarta-feira, 6 de maio de 2009 17:57:00 BRT  
Anonymous Jura disse...

Não entendi. Eu leio o blog e as críticas eram em relação à conveniência da visita para o Brasil, não para o Irã. Será que em Teerã houve passeatas contra Lula? Será que a visita ameaçaria a reeleição de Ahmadinejad? Será que ele ficou com medo de uma recepção mais hostil do que em Genebra?

Não creio. Pra mim foi mesmo uma surpresa. Vai ver o Chávez ficou com ciúmes e ligou cobrando: ou eu ou Lula...

quinta-feira, 7 de maio de 2009 14:35:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home