quinta-feira, 26 de março de 2009

Fim de festa (26/03)

De O Globo. Os negritos são meus:
    Crise econômica global derruba três governos no Leste Europeu em pouco mais de um mês

    RIO - A crise econômica mundial desabou sobre os países do Leste Europeu como uma tsunami, fazendo três governos caírem em dominó em pouco mais de um mês, revela reportagem publicada na edição desta quinta-feira do jornal O Globo. Depois dos líderes da Letônia e da Hungria, agora foi a vez do primeiro-ministro tcheco, Mirek Topolanek, anunciar a renúncia, na última terça-feira. Na Sérvia, na Romênia e na Ucrânia a situação é das mais críticas desde o início da era de transformação do comunismo para regimes democráticos. (...) Embora a coalizão de governo em Praga já fosse frágil, sem a crise econômica o premier não teria sido pressionado a renunciar enquanto ocupa a Presidência da União Europeia, até o final de junho. Segundo o jornalista Till Janzer, de Praga, a situação tcheca é um pouco melhor do que a de Hungria, Ucrânia ou Romênia, mas o país foi afetado em cheio pela crise, pois 60% de sua economia dependem das exportações. De uma forma bastante polêmica, Topolanek acusou o programa de conjuntura do presidente dos EUA, Barak Obama, de ser "um caminho para o inferno". Depois, reagindo às criticas, ele explicou que no Leste Europeu as pessoas veem os EUA como o iniciador da crise econômica, que a região teve "um efeito de dominó", fazendo cair uma pedra depois da outra.(...) As populações desses países são vistas como mais resistentes, por terem ainda na memória a era de escassez durante o comunismo. Mas o clima é de insatisfação, sobretudo entre os jovens, que cresceram na prosperidade. Eles veem, por exemplo, o desemprego aumentar ainda mais com a incorporação de cidadãos que tinham ido trabalhar no exterior e agora, despedidos, voltam para seus países. É uma mudança de cenário em relação aos últimos anos, quando investimentos estrangeiros e as remessas em moeda forte de quem foi trabalhar fora seguravam a economia.
Um assunto para acompanhar são os efeitos da crise sobre a estabilidade política na Europa do leste. Os países da região têm historicamente oscilado entre as órbitas russa e alemã. A Alemanha recém-unificada, por exemplo, teve nos anos 90 papel decisivo na desagregação da Iugoslávia. O país que mais bem expressa essa divisão talvez seja a Ucrânia, dividida quase geograficamente entre germanófilos e russófilos. Aliás, a Ucrânia anda flertando com a falência. Na Europa Oriental, crises econômicas sempre foram o caldo de cultura preferido para explosões de origem nacional e étnica, ainda que embaladas em discursos sociais. Vamos ver como será desta vez.

Acompanhe este blog pelo twitter.com

Assine o canal deste blog no YouTube

Assine este blog no Bloglines

Clique aqui para mandar um email ao editor do blog

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo

2 Comentários:

Blogger Cesar Cardoso disse...

Demorou pra acontecer, Alon. Desde, pelo menos, janeiro, a pedra da desintegração do Leste Europeu é cantada, por exemplo, no Financial Times.

Ah sim. O que esses países tem em comum? Enormes empréstimos, inclusive entre nacionais, denominados em moeda estrangeira - euros ou francos suíços.

E nenhum dos dois lados que brigam pela influência estão bem na crise: a Alemanha vai para o buraco, e empurrando a UE junto, sem reagir, enquanto a Rússia tem que salvar os oligarcas pra não quebrar.

quinta-feira, 26 de março de 2009 10:50:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Que saudades da mãe Rússia!Exclamam entre quatro paredes os fragmentados ex-membros da orgulhosa URSS.Vivem num limbo economico e ideológico.Aquele trio do Báltico,Letonia ,Estonia Lituania,das aulas de geografia,lutam pelo menos para serem reconhecidas como balneários,alguma arquitetura, exótica culinária e só. Efeito dominó",desde o Vietnã,a expressão estava arquivada.Guerra nuclear,posivelmente fizesse menos estragos,do que essa deflagrada pelos "brancos de olhos azuis"de Wall Street.Portanto , vai sobrar para o Leste europeu.Como sempre.

sexta-feira, 27 de março de 2009 03:03:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home