segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Podcast: Um sistema flexível (09/02)


Com apenas um voto a mais do que os sessenta necessários, o governo Barack Obama conseguiu derrubar a obstrução oposicionista no Senado e incluir na pauta de votações o megapacote de socorro à baqueada economia americana. O Partido Democrata não tem sessenta senadores (dos cem) e teve portanto que cooptar um punhadinho de republicanos. Como lá não existe esta coisa de fidelidade partidária, achou-se uma solução política. Os republicanos continuam na oposição, livraram a própria cara, mas o país não mergulhou num impasse. O sistema americano é bom, evita que a maioria fique refém da minoria para governar. Já no Brasil é o contrário. Se bobear, o governo é aprisionado pela oposição. Todos os mecanismos levam a isso. Graças também a regras draconianas de fidelidade partidária. Aqui, aliás, um parlamentar sozinho consegue evitar, se quiser, a votação do Orçamento, obstruindo a sessão do Congresso. Qual é o melhor sistema, o nosso ou o dos americanos?

http://twitter.com/alonfe

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog.

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

3 Comentários:

Blogger Richard disse...

E para complementar, eleições a cada 2 anos para renovação de metade do congresso ajudariam muito.
Os políticos tem que depender cada vez mais dos seus eleitores! Corruptos ou não, só vão ganhar voto se fizerem por onde! E não ficar babando nos ovos da popularidade do Presidente!!!!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 10:22:00 BRST  
Blogger RICARDO SANTOS disse...

Alon,isso acontece porque no nosso país os parlamentares não enxergam os interesses do Brasil e, sim , de uma minoria.Nos EUA(terra que eu amo!) no próprio discurso de Obama na sua posse,exaltou o que a política americana tem de mais excelente:acima dos políticos está o país.Ou seja,quando é preciso alguma manobra no Capitólio que leve em consideração o interesse da nação, os congressitas de lá nos dão uma aula de "cidadania".Eu acho possível, que em uma reforma política de verdade no congresso brasileiro traria à tona esse nobre sentimento.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 19:17:00 BRST  
Anonymous paulo araújo disse...

Credo, Alon! Deve ser horrível ser oposição num sistema como esse. Que horror! Como são traíras esses republicanos!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 19:22:00 BRST  

Postar um comentário

<< Home