terça-feira, 4 de novembro de 2008

Esquerda e direita - ATUALIZADO (04/11)

Apesar de Barack Obama ser o primeiro negro com chances reais de chegar à Casa Branca, uma eventual eleição dele pouco terá tido a ver com a agenda racial nos Estados Unidos. O debate na eleição americana não foi sobre raça, foi sobre o governo ser de direita ou de esquerda (liberal). A disputa se deu a respeito de esferas relativas ao Estado e ao indivíduo na produção e distribuição de riqueza e bem-estar. Quem acompanhou, pôde ver. A principal acusação de John McCain contra Obama foi a de que o democrata promoveria a redistribuição da riqueza. Qual é a real importância da raça nesta eleição americana? É demográfica. Se Obama chegar lá, terá sido porque os negros e os latinos, além dos jovens, foram votar em número suficiente para compensar a tradicional maioria republicana entre os brancos adultos. E porque o peso de áreas urbanas aumentou em alguns estados-chave. Republicanos brancos votam em candidato republicano, seja ele Condoleezza Rice ou Colin Powell. Negros e latinos votaram majoritariamente em Bill Clinton. Se amanhã acordarmos com a notícia de que os Estados Unidos têm um presidente (eleito) negro, é porque os americanos, lá do jeito deles, decidiram guinar à esquerda, não porque estejam imbuídos de algum novo espírito de integração racial. E se der McCain foi porque preferiram ficar na pista da direita, onde o sujeito imagina que pode chegar a qualquer destino, desde que lhe dêem liberdade para fazer negócios e desde que o governo do país dele tenha força suficiente para pegar o que quiser onde quiser, em qualquer lugar do mundo. Sobre raça, veja de novo o vídeo do discurso A More Perfect Union. E relembre o que já se publicou neste blog sobre Barack Obama e John McCain.

Atualização, às 19:48 - E o que Lyndon Baynes Johnson tem a ver com isso? Leia em The Election That LBJ Won, no The Washington Post.

http://twitter.com/alonfe

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog.

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home