quinta-feira, 27 de março de 2008

Para ilustrar (27/03)

Notícia de hoje:

Brasil e China alcançam EUA em exportações para Angola

Lisboa, 27 mar (Lusa) - O Brasil e a China alcançaram os Estados Unidos na lista dos principais fornecedores comerciais de Angola e estão se aproximando rapidamente de Portugal, principal origem das importações angolanas, revelam dados apresentados nesta quinta-feira pelo banco português BPI. "O segundo maior parceiro [comercial de Angola] tem sido tipicamente os Estados Unidos", que, em 2007, "disputa de muito perto sua posição com o Brasil e a China, países cuja presença tem vindo a crescer significativamente", afirma o Departamento de Estudos Econômicos e Financeiros do banco, em relatório periódico sobre a economia angolana. Os dados provisórios disponíveis indicam que, em 2006 e 2007, as importações do Brasil aumentaram 61% e 45%, respectivamente, enquanto as da China cresceram 140% e 39%. No ano passado, as compras angolanas aos Estados Unidos caíram 17%, para a casa de US$ 1,2 bilhão, na qual se situam agora as importações chinesas e brasileiras.

Clique aqui para ler a reportagem completa. Depois releia Um mundo cada vez mais perigoso.

Clique aqui para votar no Blog do Alon no Prêmio IBEST.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

1 Comentários:

Blogger Cesar Cardoso disse...

A China tem feito uma blitz comercial na África, e de algum tempo; só agora o mundo ocidental se ligou nisso.

Já a retomada dos laços comerciais(*) entre Brasil e África parece começar a dar frutos, pelo menos em Angola.

E Angola é um país produtor de petróleo. E diamantes.

(*) Pra quem esqueceu da História: o Brasil, sob Geisel, foi o primeiro país a reconhecer Angola. Imagina os neocons da vida numa situação em que uma ditadura anticomunista negocia aberta e claramente com um governo marxista. Hehe.

quinta-feira, 27 de março de 2008 19:59:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home