segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Banimento - ATUALIZADO (25/02)

Curto e grosso. O juiz que apitou ontem a final da Taça Guanabara deveria ser banido do futebol. Não vou me estender em explicações. Leia aqui se quiser.

Atualização, 26/02 ÀS 9H20. Vale a pena assistir com atenção à reportagem de ontem do Jornal Nacional, da TV Globo, sobre a farsa do Maracanã. A emissora tem importantes e legítimos interesses comerciais no futebol. Por isso, usa à exaustão seus telejornais para promover as competições cujos direitos de transmissão detém. O Flamengo, maior torcida do país, havia conquistado o título da Taça Guanabara, com um golaço no finzinho. E o que se viu no JN imediatamente seguinte à partida? A cobertura resumiu-se a uma matéria engraçadinha sobre os gandulas. Nada sobre o jogo propriamente dito, fora um resuminho chinfrim. Nada sobre o autor do gol decisivo. Nada sobre a comemoração do campeão. Nada sobre o choro do derrotado. Ou seja, nada. É evidente. Tudo tem limite. Não há como fazer algo que ao menos se pareça com jornalismo sem levar em conta a verdade. A TV Globo tem os melhores comentaristas de arbitragem no Brasil, juízes que sabem tudo sobre o seu ramo -inclusive o que não costuma ser dito. E, se não se pode fazer referência à verdade, é melhor não dizer nada. A matéria de ontem do JN sobre a decisão fluminense de domingo foi histórica, seguiu a tradição daquelas receitas de bolo d'O Estado de S.Paulo nos tempos do AI-5. Pelo menos foi assim que eu entendi. Estarei errado? Se estiver, como explicar a edição de ontem do JN?

Clique aqui para votar no Blog do Alon no Prêmio IBEST.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

8 Comentários:

Anonymous Alexandre Porto disse...

O de domingo passado foi muito pior, com um gol totalmente irregular, justamente quando o Flamengo perdia de 1X0.

O zagueiro do Vasco subitamente some do lance deixando o jogador do Flamengo sozinho e com o braço voltando para o corpo.

Um empurrão absurdo que "ninguém" viu.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 13:22:00 BRT  
Anonymous Luca disse...

Segundo a wikipédia:

"O banimento é uma medida jurídica pela qual um cidadão perde direito à nacionalidade de um país, passando a ser um apátrida (a não ser que previamente possua dupla-cidadania de outro país). O banimento é usado como método de repressão política.

O banimento foi usado com freqüência pela ditadura militar do Brasil para punir dissidentes políticos e guerrilheiros que cometessem "crimes contra a Segurança Nacional", como seqüestro de diplomatas estrangeiros e luta armada nas cidades e em áreas rurais.

A constituição de 1988 proibe de modo absoluto esta pena no art. 5o inciso XLVII - não haverá penas: a)de morte, salvo em caso de guerra declarada, nos termos do art. 84, IXI; b)de caráter pertétuo; c)de trabalhos forçados; d)de banimento; e)cruéis; "

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 15:47:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Alon, como torcedor de futebol você é um chorão. Ra,ra,ra,ra...

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 16:38:00 BRT  
Blogger jubap disse...

vc entende de política mas de futebol.....

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 18:13:00 BRT  
Blogger Edgard Pina disse...

Já que vc endossa a opinião do seu colega blogueiro, posto lá e aqui o mesmo comentário:

Meu caro... Uma rápida passada nos comentários aqui postados me fazem crer que esse meu singelo comentário não será publicado. Direito seu! Mas, vamos a ele assim mesmo. Existem erros e tendências. Não creio que os acontecimentos de ontem traduzam-se por uma tendência do árbitro em ajudar o flamengo. Se não, veja bem: Você não está vendo, em lugar nenhum, flamenguistas reclamando da não expulsão do jogador botafoguense que deu aquela entrada criminosa que poderia (por pouco não aconteceu) ter fraturado a perna do Cristian. Vc também não vê nenhum flamenguista reclamando da não expulsão do jogador botafoguense que se atirou dentro da área sem que ninguém tivesse encostado nele (sim! simulação é motivo para expulsão tb!). A falta do zagueiro botafoguense sobre o Fábio Luciano seria falta até mesmo em luta de judô! Desafio qualquer um a me mostrar, nas imagens do jogo, algum agarrão dentro da área do flamengo semelhante ao que foi marcado pênalti para o Flamengo. Fato: Existem agarrões e agarrões. O jogador do flamengo foi imobilizado pelo zagueiro botafoguense. Não vê, quem não quiser ver! Tudo bem...partamos do pressuposto que a bola do Léo Moura tenha sido realmente recuada intencionalmente(não acho que tenha sido. Vi e revi as imagens 200000 de vezes e continuo achando que a bola foi para as mãos do goleiro como força de um toque de "biquinho" de chuteira em uma bola dividida). Alguém é capaz de dizer que a falta resultaria em gol? (antes de responder, pense bem. O argumento contrário pode ser verdadeiro, ou seja, se o pênalti no Fábio Luciano tivesse sido irregularmente marcado, o fato de se marcar um pênalti não significava que o Ibson fosse convertê-lo em gol). Não acho que o juiz comprometeu o resultado do jogo. As expulsões foram justas (a primeira, pois o cara puxou o Souza pela camisa, jogando-o no chão, no meio da confusão. A segunda, por uma falta criminosa sobre o Juan, que, não houvesse cartão amarelo antes, teria que ser expulso do mesmo jeito). O resto, me desculpe, é choro de derrotado mesmo!

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008 19:15:00 BRT  
Blogger Fernando disse...

Alon,

Transcendendo a partida em si. Mas é salutar ver como a Globo, após o rebaixamento do Corinthians, está apostando todas as suas fichas no Flamengo, como sustentaculo do ibope do Campeonato Brasileiro de 2008.

Sob o assedio da Record, a Globo teve que investir alto pra manter o campeonato, e obvio não pode correr o risco de outro fiasco.

O mais patetico é como a maioria não vê isso, ou finge não ver.

Hasta,

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 10:46:00 BRT  
Blogger Angelo da C.I.A. disse...

Alon, e a teoria das "pedrinhas na lagoa"?
Para que se importar com o Jornal Nacional se há uma nova massa de formadores de opinião, que não se faz mais pelos meios convencionais, se não é mais possível esconder a verdade, patati patatá?

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 12:21:00 BRT  
Anonymous Moacyr disse...

Como choram os torcedores de times médios. É a solidariedade santista aos torcedores do similar carioca.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2008 13:21:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home