quarta-feira, 15 de agosto de 2007

Em links, o meu obrigado ao pessoal do Estadão pela homenagem (15/08)



O vídeo acima é uma peça publicitária da nova campanha do estadao.com.br. A assinatura é da agência Talent. A idéia (?) parece ser a seguinte: o que sai nos blogs não é confiável; por isso, é melhor acessar o estadao.com.br em vez de desperdiçar tempo e cliques. Coisa de gênio, você há de convir. O briefing para a agência deve ter tido algo como "precisamos dar um jeito de o estadao.com.br virar notícia na web". Aí o criativo sacou: "vamos falar mal dos blogueiros, os blogueiros vão reclamar da gente e a gente ganha uma mídia grátis na rede". Aconteceu. Cá estou eu falando da campanha da Talent para o estadao.com.br. Mas não sem uma ponta de orgulho. Afinal, não é pouca coisa o jornal centenário dos Mesquita -no qual aprendi, simultaneamente, o idioma e a ler quando cheguei ao Brasil, um menino imigrante de quatro anos e pouco- ter que falar mal de mim para conseguir um ibope na internet. Meu muito obrigado ao pessoal do estadao.com.br. Eu faço este blog há dois anos e confesso que até hoje tinha dificuldades para encontrar uma resposta quando me perguntavam "afinal, por que você perde o seu tempo nessa bobagem de blog?". A resposta aí está, na campanha publicitária do estadao.com.br. Invejem-me, mortais. Bem, só neste post o pessoal do Estadão ganhou seis links grátis. Espero ter ajudado a divulgar o site.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog.

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

10 Comentários:

Anonymous JV disse...

Dá-lhe, dá-lhe, Alon....mas me diz uma coisa, tem imposto para blogueiro?

quarta-feira, 15 de agosto de 2007 23:24:00 BRT  
Anonymous paulo araujo disse...

Alon

Dizer que eu deixaria de ler, no caso, o ESP, claro que nao.

O que eu acho bacana nos bons blogs e o que para mim tem muito a ver com jornalismo.

Aquilo que e noticia e vem com a marca indelevel da personalidade de quem comanda o blog. Ha muita porcaria neste meio blogueiro. Na minha lista, seleta, o seu e referencia. E mais, e bom vicio.

Este aqui, caros leitores e comentaristas, e comandando por um dos melhores entre os melhores.

Forte abraco e vida longa.

abs.

quarta-feira, 15 de agosto de 2007 23:32:00 BRT  
Anonymous trovinho disse...

Mas o seu blog não embrulha peixe...

quinta-feira, 16 de agosto de 2007 05:35:00 BRT  
Blogger Angelo da C.I.A. disse...

Eu achei genial a idéia e engraçadíssima a propaganda.
Só fiquei chateado por me desmascararem!!!

quinta-feira, 16 de agosto de 2007 10:20:00 BRT  
Anonymous doda disse...

ah, não alon. até você nessa de ficar enfezadinho com a campanha do estadão? tudo bem, você foi civilizado como sempre, ironicamente fino ao criticar as peças, ok, mas acho que todos estão levando a sério demais essa campanha.

olha, melhor opinião que li a respeito: http://www.contraditorium.com/2007/08/11/revelacao-bruno-alves-e-viado/

resposta do diretor de criação da talent: http://www.simviral.com/2007/08/direito-de-resposta-caso-estado.html

basicamente, concordei com esses dois.

abraços e não se preocupe se em ser chamado de macaco (nada contra os irmãos símios, por favor), nós, seus leitores, sabemos distinguir profissionais de micos :-)

quinta-feira, 16 de agosto de 2007 10:34:00 BRT  
Blogger Ricardo disse...

Bem, ao ver a reação de blogueiros à inteligente campanha do Estadão, percebo a indigência e miséria nacional que vê "forest for trees" e confunde gozação com crítica a todos.
Mas é reação adequada à era Lula. Blogueiros vão chamar o Estadão de golpista também?

quinta-feira, 16 de agosto de 2007 11:51:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Eu também achei a campanha muito inteligente. Falar bem de si mesmo falando mal dos outros é mesmo muito inteligente, Ricardo.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007 12:17:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Não vi a campanha.
Não acessei os links que vc generosamente concedeu ao Estadão.
Concordo que o jornal tem a vantagem sobre o blog de poder embrulhar peixe.
De resto, para o Estadão, vou de Catulo: "Não me importas o mínimo, César. Não quero nem saber se és preto ou branco".
Vou de Alon, por enquanto.

Ignotus

PS. Outro dia elogiei sua foto, vc deve ter ficado muito orgulhoso e deu um zoom, mas a camisa vermelha era um componente essencial e sumiu.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007 14:47:00 BRT  
Blogger Claudia Cardoso disse...

Pô, Alon! Tá sugerindo que essa campanha é um marketing viral? Puxa, então deu certo e a pessoa que pensou a campanha é um gênio! :-)

sexta-feira, 17 de agosto de 2007 01:24:00 BRT  
Anonymous É sério disse...

Ricardo, o Estadão apoiou o golpe de 64.

Alon, meus parabéns.

sexta-feira, 17 de agosto de 2007 01:32:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home