quarta-feira, 30 de maio de 2007

Vamos atravessar, madame? (30/05)

Apenas para registro. Uma crise que atingia em cheio o Executivo e era medida em centenas de milhões de reais atravessou a Praça dos Três Poderes, concentrou-se no Senado e mede um milésimo do que media antes. Crises são assim. São como senhoras idosas paradas na calçada à espera de que um gentil e esperto escoteiro lhes estenda o braço amigo. Para que elas possam atravessar a rua (ou, de vez em quando, a praça) em segurança.

O Blog do Alon é finalista na categoria Melhor blog de jornalismo e/ou jornalista da Revista Imprensa. Para poder votar, você deve se cadastrar gratuitamente clicando aqui.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog.

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

15 Comentários:

Anonymous José Augusto disse...

Também vi isso no episódio. Mas suspeito que o caminho é muito mais longo do que a travessia da praça dos Três Poderes. Eu sinto cheiro de acarajé nesse dossiê Renan.
Me parece pouco provável ter saído da cozinha do Planalto. Nem é por virtude do governo, mas por prudente esperteza mesmo.
Quando a Polícia Federal fez mandato de busca e apreensão na casa do genro do Roberto Jefferson, e o jornal O Globo resolveu devassá-lo, o resultado não foi dos melhores para o governo Lula. Me parece um pouco insensato repetir propositalmente o episódio com Renan.

quarta-feira, 30 de maio de 2007 12:22:00 BRT  
Anonymous Richard disse...

Alon, creio que este seja o espaço certo para comentar o post "desgrça e oblívio". A crise atravessou a rua pq tinha que atravessar, ora!!!! Lula já tinha se livrado de mais um Ministro "que tem todo apoio do Governo" mas a crise continuou muito perto. com a entrada de Renan Canalheiros na história, ficou fácil passar a bola pra outro... com a ajuda de alguns integrantes da imprensa.

quarta-feira, 30 de maio de 2007 12:47:00 BRT  
Blogger Cesar Cardoso disse...

A crise atravessou a rua porque, se fosse realmente levar a sério essa história de investigar empreiteira, não iria sobrar ninguém, entenda-se como 'todo mundo que esteve governo em algum momento desde que Pedro Álvares Cabral chegou a Porto Seguro', limpo. Mais ou menos como o que aconteceu quando o valerioduto chegou ao senador Eduardo Azeredo.

Não que Renan Calheiros seja inocente ou culpado, mas que alguém precisava desviar a atenção. Ainda mais com coisas complicadas como pensão e mulher traída no meio.

quarta-feira, 30 de maio de 2007 14:33:00 BRT  
Anonymous paulo araújo disse...

Alon

Pelo que temos visto até agora, me parece certo que a travessia da praça, além da condução, foi obra do engenho de "um gentil e esperto escoteiro". E como esse gentil e esperto escoteiro indefinido apenas na construção da sua metáfora, temos quem perguntar: quem é e quais interesses defende esse legionário da boa vontade? Como o legionário chegou à senhora idosa e a convenceu a atravessar a praça? Não heveria no outro lado da praça um outro gentil e esperto escoteiro para conduzir a senhora de volta? Se existir, quem seria ele e quais interesses defende? E como esse outro legionário chegaria até a velhinha para convencê-la a retornar de onde veio?

Você tem alguma idéia sobre a identidade do gentil escoteiro?

José Augusto tem arriscado uns palpites muito bons.

Duas coisas são certas: Assim como Jabuti não sobe em árvore, velhinhas só atravessam em total segurança se conduzidas por gentis e espertos escoteiros.

abs.

quarta-feira, 30 de maio de 2007 14:40:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Acho que o feito teve mais de um cozinheiro. Do próprio PMDB, por exemplo.

quarta-feira, 30 de maio de 2007 14:45:00 BRT  
Anonymous sérgio disse...

Quem seria o grande articulador dessa conspiração toda?
Tarso é apenas um boquirroto que se perde num pensamento mais extenso.
Dilma é muito técnica. Turci mais parece um professor de colégio. Dirceu amarga ostracismo.Wagner está meio enroladão na Bahia...
Lula seria esse grande estrategista?
Parece coisa de mineiro. Daqueles de dar nó em fumaça...O Mares Guia?

quarta-feira, 30 de maio de 2007 16:56:00 BRT  
Anonymous sérgio disse...

Especulando mais um pouco...
Interessante que tudo veio à tona, como já disseram, com jeitão de dossiê de lobista, numa revista de circulação nacional/semanal, logo depois da instalação e dos primeiros passos da CPI aérea (aquela que tá voando agora sem piloto).
Muita empreiteira com rabo preso na Infraero, muito político também e muito brigadeiro também.
Muitos interesses aí.

quarta-feira, 30 de maio de 2007 17:02:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

É... Mas sempre tem a possibilidade de acontecer como naquela história em que o C.H.E.F.E. dos escoteiros, ao ouvir o relatório dos grupos sobre boas ações exclama: "Mas atravessar uma velhinha? Isso é muito fácil, vejam os seus coleguinhas, que construíram uma ponte, barraram uma enchente, deram assistência a uma mãe solteira e seu filho!". E eles replicaram, "é, mas foi difícil pra caramba, C.H.E.F.E.". "Por que?" "Porque ela não queria atravessar"!
Considerando a largura daquela avenida, talvez seja o caso de esperar a próxima edição da Veja, sei lá!
Anônimo

quinta-feira, 31 de maio de 2007 00:04:00 BRT  
Anonymous José Augusto disse...

Mais uma hipótese, envolvendo uma sofisticada engenharia conspiratória, para Maquiavel nenhum botar defeito:
Algum desafeto (até agora oculto) do governo Lula, desfere esse ataque especulativo contra Renan Calheiros, com o intuito de fazer ele sentir-se abandonado pelo governo. Renan, vendo seu mundo desabar, sem que os aliados lhe joguem uma bóia salva-vidas, resolve revidar, revelando as entranhas de seu envolvimento com o Governo, acordos com o PT, e da base aliada.
Nesse hipótese, a senhora idosa que vaga entre os extremos da Praça dos 3 poderes seria a semente da discórdia.
A hipótese até é boa, não fosse um precedente histórico ainda bem vivo na memória: Renan deve se perguntar como estaria hoje Roberto Jefferson se ele tivesse engolido alguns sapos, e esperado a poeira baixar. Afinal ele realmente impôs enormes baixas ao PT, ao Zé Dirceu e ao Governo. Mas seu ocaso também revela-o um dos maiores derrotados no episódio.

sexta-feira, 1 de junho de 2007 01:19:00 BRT  
Anonymous Ricahrd disse...

Tem um cara dentro do PMDB que ostaria muito de ver Renan Canalheiros pelas costas: Michel Temer, o sósia do Drácula.
Mas o Michel só vai fazer isto se tiver certeza que o partido não perde com a história.
Fora ele, basta ver que atitudes o Renan tomou pouco antes do escândalo explodir... pode ser que seja em função da CPI, ou por conta de algum movimento para descartar colegas envolvidos com a Gautama.
Lembrem-se que o caso envolve a Mendes Júnior, não a outra!

sexta-feira, 1 de junho de 2007 10:36:00 BRT  
Anonymous Artur Araujo disse...

Haja leitor de folhetim nestas plagas! Alguns devem ter, até, exemplares seriados de Pimpinela Escarlate!!
Os editores de publicações sul-africanas, muito afeitos à literatura ímpar de Robert Ludlum e Tom Clancy, devem estar se sentindo poderosíssimos.

sexta-feira, 1 de junho de 2007 14:12:00 BRT  
Anonymous Richard disse...

Pimpinela Quem, Artur?!!?!?
Não vejo ninguém aqui "viajando" na maionese em teses conspiratórias.
Eu, particularmente, acho que Lula não tem massa cinzenta suficiente para isto tudo... na verdade, com o amplo leque de "apoios" que tem, nem precisa!

sexta-feira, 1 de junho de 2007 17:22:00 BRT  
Anonymous Artur Araújo disse...

"Eu sinto cheiro de acarajé nesse dossiê Renan.
Me parece pouco provável ter saído da cozinha do Planalto"; "com a entrada de Renan Canalheiros na história, ficou fácil passar a bola pra outro... com a ajuda de alguns integrantes da imprensa"; "a travessia da praça, além da condução, foi obra do engenho de 'um gentil e esperto escoteiro'. E como esse gentil e esperto escoteiro indefinido apenas na construção da sua metáfora, temos quem perguntar: quem é e quais interesses defende esse legionário da boa vontade?"; "Especulando mais um pouco"; "Mas sempre tem a possibilidade de acontecer como naquela história em que o C.H.E.F.E. dos escoteiros, ao ouvir o relatório dos grupos sobre boas ações exclama: 'Mas atravessar uma velhinha? Isso é muito fácil, vejam os seus coleguinhas, que construíram uma ponte, barraram uma enchente, deram assistência a uma mãe solteira e seu filho!'. E eles replicaram, 'é, mas foi difícil pra caramba, C.H.E.F.E.".'; "Mais uma hipótese, envolvendo uma sofisticada engenharia conspiratória, para Maquiavel nenhum botar defeito:
Algum desafeto (até agora oculto) do governo Lula, desfere esse ataque especulativo contra Renan Calheiros, com o intuito de fazer ele sentir-se abandonado pelo governo. Renan, vendo seu mundo desabar, sem que os aliados lhe joguem uma bóia salva-vidas, resolve revidar, revelando as entranhas de seu envolvimento com o Governo, acordos com o PT, e da base aliada."; "Tem um cara dentro do PMDB que ostaria muito de ver Renan Canalheiros pelas costas: Michel Temer, o sósia do Drácula".
Caro Richard, está de bom tamanho?

sexta-feira, 1 de junho de 2007 18:14:00 BRT  
Anonymous José Augusto disse...

Ô Artur... o que é isso companheiro? Você fez uma leitura errada dos comentários. Ninguém está passando recibo à novelesca história do Renan Calheiros publicada na Veja, nem comentando futricas. Pelo contrário. Todos estão justamente achando a matéria descabida no contexto atual, e está na cara que está sendo usada como cortina de fumaça para encobrir outros e como objeto de intriga. As especulações se dão devido à curiosidade em saber quem e que interesses maiores ocultos estariam por trás disso.

sexta-feira, 1 de junho de 2007 21:39:00 BRT  
Anonymous Artur Araújo disse...

Zé Augusto, eu brinquei e, parece-me, vc e o Richard estão tão envolvidos no clima de "cloak&dagger" que precisam de explicação de piada.
Claro que entendi que todos especulam sobre quem plantou o caso Renan e a quem serve tal operação.
Só quis ressaltar que esse é um território frágil, sujeito mais a achismo que a análise. Preferi fazê-lo à Cantinflas, mas parece-me que o ambiente está mais para Jefferson Peres, meu ídolo quando se trata de senso de humor. :>)

sábado, 2 de junho de 2007 10:32:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home