domingo, 1 de abril de 2007

Perguntas (01/04)

Segundo o noticiário, o presidente da República justifica que o país teve que ceder aos controladores de vôo porque não havia um banco de reservas. Ou seja, porque não havia pessoal de reposição. Ora, a crise aérea tem seis meses. É tempo razoável, acho eu, para montar um plano de contingência. Que, pelo visto, não existe. Ou não foi aplicado. Perguntas. O que as autoridades, a começar do ministério da Defesa, fizeram nos últimos seis meses em preparação para a hipótese de uma greve selvagem como a dos controladores na sexta-feira? Aparentemente, nada. Por que nada foi feito para que o país pudesse enfrentar com altivez uma possível greve geral dos controladores de vôo? O que deixou de ser feito e que deveria ter sido feito? Quem era responsável por fazer o que não foi feito? Quais foram, detalhadamente, as providências adotadas nesses seis meses pelo ministério da Defesa?

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

1 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Alon, os diversos "especialistas" que tiveram opinião divulgadas pela mídia após o feriado de finados (02/11/06) foram unânimes em afirmar que é nessário 01 ano para preparar um controlador de vôo. Talvez a melho solução emergencial seja a sugerida pelo colega deste blog Luca Sarmento: contratar no mercado internacional um dos requisitos é dominar o idioma inglês (em face dos instrumentos de navegação e contrôle).

Rosan de Sousa Amaral

domingo, 1 de abril de 2007 11:15:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home