quarta-feira, 4 de abril de 2007

Para registro (04/04)

Primeira nota sobre a crise aérea postada neste blog na última sexta-feira, 30, às 17h44 (ou seja, antes do motim):

"Ou vem o nosso aumento ou paramos o Brasil!" (30/03)

Por qualquer critério, é inaceitável que o país esteja refém dos controladores de vôo. Fico aqui pensando como seria se já tivesse sido implantada a tal 'desmilitarização'. Ora, mesmo com a dura disciplina militar o ambiente nas torres de controle chegou à insubordinação. Imaginem então o que aconteceria se os controladores de vôo fossem funcionários públicos civis, com o pleno direito de greve assegurado pela Constituição. Teríamos certamente algo como 'ou vem o nosso aumento ou paramos o Brasil!'. Já passou da hora, há muito tempo, de a Aeronáutica colocar alguma ordem nessa bagunça. Aliás, pelo que se vê no resto do governo, a Aeronáutica, com todos os seus problemas, é a única em condições de colocar ordem na bagunça.


De Lula, hoje (Agência Brasil):

'A Aeronáutica assumiu, como deveria desde o começo, a responsabilidade de manter a aviação aérea civil funcionando corretamente bem', afirmou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em entrevista à imprensa hoje. Segundo ele, o brigadeiro Juniti Saito está consciente dos problemas.'Mais do que ninguém ele sabe como encontrar soluções. Agora, vamos esperar'.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

5 Comentários:

Anonymous JV disse...

Essses caras ainda vão derrubar um avião......

quinta-feira, 5 de abril de 2007 00:37:00 BRT  
Anonymous Artur Araujo disse...

Alon, o post "Para quem não nasceu ontem" está sem a guia para comentários.

quinta-feira, 5 de abril de 2007 11:58:00 BRT  
Blogger Frodo Balseiro disse...

Qualquer pessoa devidamente informada, sabia tinha tempo que o problema era sério, e não se resolveria da noite para o dia.
Pelas declarações que Lulla tem dado, parece que ele ainda não entendeu o tamanho do problema, e suas diversas ramificações.
Dizer que o caos aéreo esta resolvido é autismo. Uma irresponsabilidade mesmo!

quinta-feira, 5 de abril de 2007 12:10:00 BRT  
Anonymous Antonio Lyra Filho disse...

O VEM O NOSSO AUMENTO OU PARAMOS O BRASIL.
Incrível, mas boa parte da imprensa e a oposição deram todo apoio a esta chantagem.

quinta-feira, 5 de abril de 2007 14:57:00 BRT  
Anonymous paulo araújo disse...

Alon

A parte final da entrevista citada é hilária:

"Segundo ele (o presidente), o brigadeiro Juniti Saito está consciente dos problemas.'MAIS DO QUE NINGUÉM ele sabe como encontrar soluções. Agora, VAMOS ESPERAR'."

1. Quando extamente Lula ficou sabendo que "MAIS DO QUE NINGUÉM ele (Saito) sabe como encontrar soluções"?

Pela lógica, descobriu isso só agora. Coisa de guia genial, mesmo.

Como é possível, Alon, levar a sério alguém assim? Sobretudo, levar a sério quem diz coisas assim? Para quem ele fala, Alon? Para aqueles que dizem que quando ELE fala o mundo se ilumina?

2. VAMOS ESPERAR? Até quando? Mais seis meses serão suficientes?

Sobre a não menos hilariante "nota de perdão" dos (des)controladores à população brasileira:

"Que o dia 30 de março SEJA LEMBRADO como 'um GRITO DE SOCORRO aos Controladores de Tráfego Aéreo' E NÃO COMO UMA SIMPLES rebelião de militares.

PEDIMOS PERDÃO à sociedade brasileira e paz para VOLTARMOS a executar com MAESTRIA nosso trabalho."

1. É a novilíngua em ação: rebelião militar e bagunça é grito de socorro.

2. VOLTAR À MAESTRIA! Isso é confissão de sabotagem. Ora, se as razões dos seis meses de inferno eram as "péssimas condições de trabalho" e "equipamentos ultrapassados", como se dará o VOLTA À Maestria? Como é possível se as bases materias para tanto são, de acordo com os controladores, inexistentes? O que mudou?

3. "PEDIMOS PERDÃO". Como comentou com seu humor característico um ex-dominicano e ex-preso político:

"Perdoados. A penitência: ficar 18 horas dentro de um avião, sem ar condicionado, com fome e ouvindo discursos de Lula."

abs.

quinta-feira, 5 de abril de 2007 17:48:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home