sexta-feira, 30 de março de 2007

Estupidez ideológica conduz a crise militar (30/03)

Nesta altura dos acontecimentos, está claro que é um desastre a condução da crise aérea pelo governo federal. Recapitulando. Um Boeing da Gol e um Legacy pilotado por dois americanos se chocaram no ar faz seis meses. Os 154 passageiros do Boeing morreram. O Legacy conseguiu pousar sem vítimas. Com o tempo, todas as investigações passaram a convergir para a conclusão de que a responsabilidade principal pelo acidente foi dos pilotos do Legacy. Nesse intervalo, os controladores do tráfego aéreo decidiram aproveitar a oportunidade para alavancar sua reivindicação de que a atividade seja desmilitarizada. Querem ser funcionários públicos não submetidos à rigidez hierárquica e salarial da Aeronáutica. A mobilização dos controladores conta com simpatias dentro da cúpula do governo. Escorados nesse apoio político, os controladores vêm escalando sua confrontação com o comando da Aeronáutica. Hoje, chegaram finalmente ao motim. O caos atual deve ser debitado na conta de uma certa estupidez ideológica, que associa desmilitarização a democracia. Bem, o resultado da condução insana dessa questão pelo governo é uma crise militar. Eu, sinceramente, não consigo entender o que pretendem os governantes com essa estratégia, digamos, "janguista". Talvez julguem que os militares estão tão enfraquecidos politicamente que será fácil colocar a Força Aérea Brasileira (FAB) de joelhos diante de um sindicato amigo. Mas quem ganha se o controle do tráfego aéreo nacional sair de mãos militares e passar a mãos sindicais, ainda que "amigas"? Quem ganha com o enfraquecimento da hierarquia e da disciplina nos quartéis? Certamente não é a democracia.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

13 Comentários:

Anonymous Marcos disse...

Alon, você realmente acredita que tudo isso seja realmente coincidência devido a má atuação do Governo? Motim de militares, quebra de aparelhos indispensáveis. CPI do Caos aéreo, etc,,,
Sei lá... vou acompanhar melhor os fatos. mas que está esquisito, está.

sexta-feira, 30 de março de 2007 22:32:00 BRT  
Anonymous Artur Araújo disse...

Alon, vou repetir-me até a rouquidão: o problema não está em controle civil ou militar do tráfego, mas em controle militar ou civil da aviação...civil. É a Luta Endemoninhada do ex-DAC Encarnado contra o Cordão Azul da ANAC.
Estão em jogo slots de US$ 50 milhões, hangaragens, contratos de serviços auxiliares, passagens de cortesia às mancheias, concessão de linhas, regulamentações, o "diabo aquático".
A indisciplina é muito mais grave que a de meros controladores. Quem ficar no discurso superficial e inocente do "súbito sindicalismo" não estará enxergando nem uma mísera árvore de toda uma hiléia de cipós.

sábado, 31 de março de 2007 00:02:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

25 de março de 1964.
30 de março de 2007.
Sempre o sargentos.

sábado, 31 de março de 2007 00:08:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Estão juntos no controle de tráfego aéreo duas tarefas, uma civil e uma militar.
A civil é o controle do tráfego em si.
A militar é o controle do espaço aéreo.
Em um pais rico como o nosso caminhamos para ter os dois separados por um idiotismo ideológico.
E por cima ainda se conseguiu destruir a cadeia de comando da aeronáutica (isso é gravíssimo).

sábado, 31 de março de 2007 00:10:00 BRT  
Blogger Vera disse...

E também logo agora que a Gol comprou a Varig e ameaça abalar a Tam, e vai se formando um oligopólio no setor de transporte aéreo do país. Muito estranho!Tem muito mais coisa aí do que dizem pra gente.

sábado, 31 de março de 2007 00:26:00 BRT  
Anonymous José Augusto disse...

Em primeiro lugar vou dar 3 toc's na mesa para espantar urucubatas, afinal é 31 de março, e a última crise militar com quebra de hierarquia não acabou bem justamente nesta data. E ainda por cima, o presidente está no exterior. Felizmente parece não haver clime conspiratório suficiente, AINDA. Mas com certeza o ovo da serpente começou a ser chocado ontem.
Do momento que militares do baixo escalão são liberados da hierarquia regimental militar, fazendo greve, porque os oficiais do alto escalão se sentirão obrigados a subordinarem-se ao Presidente, se a hierarquia deixou de ser regra? Foi essa lógica que levou os oficiais que ainda resistiam ao golpe em 64 a aderirem, o que gerou massa crítica para o golpe. Lula deve tomar cuidado. Essas atitudes são típicas de quem não saber governar. Por mais popularidade que tenha, governar sempre tem limites.

sábado, 31 de março de 2007 03:14:00 BRT  
Anonymous israel vainsencher disse...

sinto um cheiro de caminhoneiro chileno no ar... guardadas as proporcoes, etc, talvez o alvo nao seja, ainda, a presidencia, "apenas" a destituicao de um ministro as vesperas do 31 de marco de funesta memoria.

sábado, 31 de março de 2007 08:14:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Sinto muito por voce não ter publicado o meu post anterior. No entanto, respeito o seu direito de recusar comentários que não condizem com a sua ideologia, pois como democrata aceito sua opinião, apesar da minha dicordância. Além do transporte de passageiros e mercadorias, o tráfico de cocaína, armas, contrabandos são feitos pela "aviação civil", não pela "militar" (acredito que sim). Portanto, o controle do tráfico aéreo é uma questão de segurança nacional. Não podemos nos arriscar a deixar uma atividade de tamanha responsabilidade sujeita às variações de interesse políticos momentâneos ou de ideologias de grupos (esquerdistas ou direitistas). Que pátria é essa em que os filhos, ao invés de contribuir para o seu engrandecimento e bem-estar dos seus compatriotas, se aproveitam de qualquer oportunidade para fazer preselitismo político-ideológico, colocando os interesses de grupos obssecados pelo poder acima dos interesse de nós brasileiros? Vamos pensar uma pouco??

sábado, 31 de março de 2007 14:26:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

CÓDIGO PENAL MILITAR:

"LIVRO I
DOS CRIMES MILITARES EM TEMPOS DE PAZ

TÍTULO II
Dos Crimes Contra a Autoridade ou Disciplina Militar


Art. 149 - Reunirem-se militares ou assemelhados:

I - agindo contra a ordem recebida de superior, ou negando-se a cumpri-la;

II - recusando obediência a superior, quando estejam agindo sem ordem ou praticando violência;

III - assentindo em recusa conjunta de obediência, ou em resistência ou violência, em comum, contra superior;

IV - ocupando quartel, fortaleza, arsenal, fábrica ou estabelecimento militar, ou dependência de qualquer deles, hangar, aeródromo ou aeronave, navio ou viatura militar, ou utilizando-se de qualquer daqueles locais ou meios de transporte, para ação militar, ou prática de violência, em desobediência a ordem superior ou em detrimento da ordem ou da disciplina militar:

Pena - reclusão, de quatro a oito anos, com aumento de um terço para os cabeças.

Parágrafo único. Se os agentes estavam armados:

Pena - reclusão, de oito a vinte anos, com aumento de um terço para os cabeças."

O MINISTÉRIO PÚBLICO MILITAR NÃO VAI SE MANIFESTAR? ONDE ESTÁ A PROCURADORIA GERAL?

sábado, 31 de março de 2007 14:31:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

"O caos atual deve ser debitado na conta de uma certa estupidez ideológica, que associa desmilitarização a democracia"? Discordo - o que há é uma coincidencia de interesses, e "um certo fisiologismo político, que associa desmilitarização a uma nova OPORTUNIDADE DE NEGÓCIOS". Ou negociatas, para ser mais exato.

sábado, 31 de março de 2007 15:28:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Alon, parabéns, vc foi preciso no seu diagnóstico, estamos revendo o resurgimento do poder sindical interferindo em razões estratégicas de Estado, só falta a acrescentar ao seu artigo, que além desta articulação sindical para obter o controle aério, na flamigerada política do superavit fiscal, já que a INFRAERO cobra taxas astronômicas de embarque, e o dinheiro fica acumulado no caixa do governo, que não o utiliza nem na manutenção de radares dos SINDACTAS.A INFREERO só está interessada em obras, pois aí é que está o filão do enrequicimento político.

sábado, 31 de março de 2007 16:19:00 BRT  
Anonymous Alexandre Porto disse...

A Aeronáutica já soltou uma nota aceitando a transferência. É só ve no site deles.

sábado, 31 de março de 2007 18:30:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Gostaria de saber sua ópinião sobre a aliança antinacional que esteve por traz das crises contra todos os governos, inclusive o Militar, que tentaram implantar uma política de governo baseada em Desenvolvimento Economico com Soberania e Justiça Social. Gostaria ainda de saber se, em sua opinião, esses sargentos amotinados não fazem lembrar o agente remunerado dessa aliança para amotinar marinheiros,aquele famigerado CABO Anselmo. Desde mrço/2005 essa aliança vem usando de todos recursos torpes, primeiro para tentar frustrar a reeleição de Lula, agora para emperrar seu bem sucedido governo.
Os argumentos dessa aliança são identicos aos usados contra Getúlio, Jucelino, contra o governo militar(a prtir de out/1977), contra Sarney,Itamar e, agora, contra Lula.
Ninguém neste país vai banir da vida publica esses "trairas" antinacionais?

domingo, 1 de abril de 2007 20:49:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home