sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

O salto dos gastos sociais no governo FHC (16/02)

O Observatório Político Sul-Americano (OPSA), do Instituto Universiário de Pesquisas do Rio de Janeiro (Iuperj), divulga um interessante trabalho de Julia Sant'Anna sobre governos de esquerda e gastos sociais na América do Sul. Clique aqui para baixar a íntegra do estudo. Separei o gráfico acima. Veja o grande salto dos gastos sociais no Brasil durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Nesse período, o dispêndio social nos vizinhos ficou mais ou menos na mesma.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

6 Comentários:

Anonymous Luis Hamilton disse...

Alon,

Eu li a pesquisa, seguindo o link que você indicou. O "salto" não foi no no governo FHC e sim no de Itamar. Mesmo o orçamento de 95 deve ser atribuído ao Itamar, já que é feito no ano anterior. Não sei de onde você tirou a idéia de atribuir ao Fernando Henrique...

Ah, lembrei... Ele era o ministro da Fazenda, né? Mas a pesquisa é sobre a orientação do governo, não sobre o ministro. E se quiser atribuir algo deste salto ao sr. FH, deveria pelo menos ter o cuidado de lembrar que isto aconteceu quando ele estava em plena campanha para Presidente e precisando contrapor-se ao Lula.

A única conclusão que se pode tirar destes seus dados é que a tucanada fez em 94 tudo o que eles acusaram o Lula em 2006: aumento dos gastos sociais com vistas a eleição. Que feio, né?

Mas, enfim, o mesmo gráfico mostra que NO GOVERNO FHC não houve aumento de gastos sociais e ainda que apesar da genialidade do Nosso Guia de então, a Argentina e o Chile continuaram muito a frente de nós.

Logo a Argentina, hem, que passou pela maior crise da sua história no período analisado.

Não admira que sejam MUITO mais civilizados...

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007 21:18:00 BRST  
Anonymous Paulo Preto disse...

Todo mundo sabe que no final do governo Itamar quem mandava era o ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso. E aposto que quando entrarem os números do Lula vamos ver que não houve aumento significativo em relação a FHC. Se houver, será por causa da Previdência. A verdade é que o governo Lula avançou pouco em relação a FHC. Apenas sua comunicação foi melhor.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007 21:44:00 BRST  
Anonymous José Augusto disse...

Paulo preto... menos... só para citar um exemplo de quem mandava no governo Itamar, FHC não queria que Ciro Gomes fosse Ministro da Fazenda.
O próprio Plano Real, foi uma obra coletiva. Quem começou foi Marcílio Marques Moreira no Governo Collor, quando parou de emitir moeda e recompôs as reservas cambiais (lastro para a URV dolarizada feita com o Plano Real). Tiveram papel importantíssimo no Plano Real durante o governo Itamar, as Ministras Dorothea Werneck e Walter Barelli, que negociaram a estabilidade com as centrais sindicais e federações patronais, evitando greves e aumento de preços. E teve Henrique Hargreaves que negociava a governabilidade junto ao Congresso com as nomeações para cargos (essa coisa antiga que indigna tanta gente depois que Lula foi eleito). Itamar Franco trocou 6 ministros da fazenda e FHC foi apenas um deles, por sinal um bom Ministro. Itamar não era especialista em economia, mas tinha comando em exigir o que queria: o fim da inflação, e crescimento com empregos. Deve ter sido o melhor presidente depois da redemocratização (mesmo tendo governado só 2 anos). O que melhor soube montar um governo, alterá-lo rapidamente para conseguir objetivos e mantê-lo sob controle. Foi quem conseguiu melhor exercer autoridade junto ao Congresso, mesmo com a crise da CPI dos anões do orçamento. Seu marketing pessoal não é adequado para a era da TV, por isso é mais pitoresco tratá-lo folcloricamente, o que é um injustiça histórica.
Tivesse FHC apoiado Itamar em 98 em vez da reeleição, é possível que tivesse retornado ao poder em 2002, e sua biografia fosse bem melhor.

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007 22:31:00 BRST  
Blogger Julio Neves disse...

É o Brasil andando certo por estradas tortas. Será?

O grande plano de desenvolvimento a LONGO prazo do país se chama PAC. E foi feito pra durar 4 anos. Tem como objetivo, se conseguir ter sucesso, um novo mandato presidencial.

Que bom se tivéssemos ao menos um esboço do resultado de uma equação para os próximos 20 anos.

sábado, 17 de fevereiro de 2007 04:46:00 BRST  
Anonymous Frank disse...

O documento aclara o que já se sabia: Lula retirou $$ de educação e saúde e canalizou para assistência social. Tocou o bumbo, fez oba-oba, e viou o "pai dos pobres".

Ah, é verdade que a maior inflexão no gráfic postado ocorreu em razão do Plano Real, implantado no governo Itamar Franco. Agora, a acusação do Hamilton é absurda: a "tucanda" não fez absolutamente o que Lula fez. Os tucanos não usaram os gastos sociais como bandeira eleitoral central. E não comprometeram 2 pilares da sociedade - Educação e Saúde (não que fossem uma maravilha, mas pioraram sob Lula) - em favor de um programa de bolsa auxílio.

sábado, 17 de fevereiro de 2007 11:12:00 BRST  
Anonymous Luis Hamilton disse...

Frank, o gráfico está aí para quem quiser ver. O incremento começa em 1993, portanto antes do Plano Real.

De fato, você está certo em dizer também que os gastos sociais não foram o ponto RETÓRICO principal da campanha de FHC naquele ano.

Mas que deram uma boa ajuda para que a "tucanada" teorizasse sobre as "grandes melhorias" provocadas pelo plano real, isso deram.

A propósito, este aumento é benvindo, na minha opinião, ainda que com objetivos eleitorais. O que me irrita é ver o roto falando do rasgado. Claro que a situação não é idêntica, mas que é muito parecida, isso é.

E olha que estamos falando apenas de duas boas coisas feitas por Itamar e Lula. Se fôssemos entrar na irresponsabilidade cambial que reelegeu FHC, aí é que a "tucanada" não tinha mais defesa mesmo. Aquilo sim é que foi demagogia irresponsável, a qual estamos pagando até hoje.

sábado, 17 de fevereiro de 2007 15:24:00 BRST  

Postar um comentário

<< Home