domingo, 26 de novembro de 2006

Quer entender o favoritismo de Chávez? (26/11)

Reportagem da Folha de S.Paulo de hoje ajuda a entender por que Hugo Chávez é favorito na corrida presidencial venezuelana. Diz a Folha que "segundo pesquisa do instituto Ipsos e da agência de notícias Associated Press, divulgada na última sexta-feira, seu governo tem 63% de aprovação e ele tem 59% das intenções de voto, contra 27% para o candidato único da oposição, Manuel Rosales, governador do Estado de Zulia.". Outros trechos da reportagem de João Carlos Botelho:

A arrecadação tributária, sem contar a receita proveniente da indústria petrolífera, teve crescimento de 76,2% em 2004 e de 57% em 2005, contra 22% em 1998, num país com tradição de sonegação de impostos. A arrecadação ficou sob o comando de um militar reformado como Chávez e colega na tentativa de golpe de Estado de fevereiro de 1992.

*
O ingresso fiscal não proveniente do petróleo subiu para 50% do total. A participação da indústria petrolífera no PIB, que era de 18,7% em 1998, caiu para 16,2% em 2005, mas o percentual que o setor representa nas exportações do país cresceu bastante, de 64,3% para 84,9% na comparação entre os mesmos dois anos.

*

O índice [de pobreza] caiu de 50,4% no final de 1998 para 39,7% no primeiro semestre de 2006. A pobreza extrema passou de 20,3% para 12,9%.

*

Houve elevação do gasto social, tanto na proporção do gasto público total como em percentual do PIB. Os programas sociais com mais visibilidade são as missões, como a Robinson, de alfabetização, e a Barrio Adentro, que fixa médicos -geralmente cubanos- em comunidades carentes. No quesito desigualdade, (...), o índice de Gini (a mais difundida medida de distribuição de renda), caiu no país entre o primeiro ano chavista e 2004.

Claro que a matéria traz também coisas negativas. Clique aqui para ler a íntegra. Mas este post é sobre as razões da liderança de Chávez. Está explicado.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).

Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

1 Comentários:

Blogger Richard disse...

Estranho ninguém ainda comentar!!! Não sei como definir o Chaves, a não ser pelo seu alter-ego o Chapolin Colorado (duvidaram da astúcia dele?!). O cara faz tudo que poderia dar errado, mas acaba dando certo, de alguma forma... ele parece que sabe as razões de dar certo.
Não apurei a informação, mas tenho quase certeza que Chaves leu mais livros (jornais, revistas etc) do que "nosso guia"... e não foi só o verso e as orelhas!!!

segunda-feira, 27 de novembro de 2006 11:44:00 BRST  

Postar um comentário

<< Home