quarta-feira, 4 de outubro de 2006

Uma dúvida político-policial (04/10)

Tem um negócio que ainda não entendi nessa história do dossiê. O que se sabe até agora? Que gente do PT se mobilizou para obter o material com informações supostamente desabonadoras sobre José Serra e Geraldo Alckmin. O objetivo era divulgá-lo. Mas, se o dossiê seria obtido junto a alguém que já havia feito um acordo de "delação premiada", por que o material ainda não estava nas mãos do Ministério Público ou da Polícia Federal? E por que gente do PT abriu uma negociação pecuniária (os acusados negam tê-lo feito) para adquirir um dossiê, se as autoridades (de um governo comandado pelo PT) poderiam tê-lo obtido institucionalmente? E "vazado" institucionalmente, como é de praxe?

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

4 Comentários:

Anonymous Alexandre Porto disse...

é exatamente por ser tão difícil responder a essas perguntas que a operação passou a se chamar Tabajara.

Não seria mais fácil os "petistas" armarem um flagrante com a PF? Mais barato e daria muito mais impacto de mídia.

quarta-feira, 4 de outubro de 2006 09:33:00 BRT  
Blogger Ricardo disse...

Tudo indica que tinha muito mais coisa neste dossiê, como os próprios executores já disseram: o dossiê também tinham provas contra petistas e aliados que precisavam desaparecer.

quarta-feira, 4 de outubro de 2006 10:48:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

a chantagem era com o PT. o caso Serra seria um adicional.

quarta-feira, 4 de outubro de 2006 15:06:00 BRT  
Anonymous Marco Silva disse...

Será que, talvez, e apenas talvez, a resposta não residiria no fato de não ser este governo a institucionalização de uma quadrilha político-sindical, opinião quase unânime em nossa imprensa?

Tá bom, tá bom. Claro que não. Essa idéia deve ser fruto desse nordestino pobre e pardo que baixou em mim.

quarta-feira, 4 de outubro de 2006 15:12:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home