segunda-feira, 2 de outubro de 2006

Renovação da Câmara supera (ligeiramente) a das duas últimas eleições (02/10)

O "ligeiramente" é meu. O resto do título e o texto abaixo são da Agência Câmara:

As eleições de 1º de outubro promoveram uma renovação de cerca de 45,61% dos deputados, segundo dados apurados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até as 13 horas desta segunda-feira, quando ainda faltava ser concluída a apuração nos estados do Acre e Amazonas. O índice é superior aos das duas últimas eleições para a Câmara, que foram, respectivamente, de 41,6% e 41,9% em 2002 e 1998. Segundo o consultor político da Casa Antônio Octávio Cintra, historicamente, há uma renovação de aproximadamente 40% dos parlamentares a cada eleição.
Os estados onde houve maior renovação foram o Amapá, o Tocantins e o Distrito Federal, com 75%. Já Bahia e Goiás apresentaram menor índice, com 25,64% e 23,53% de novos deputados, respectivamente. Os dois estados foram os únicos que não passaram dos 30% de renovação. Acre e Amazonas, onde a apuração ainda não foi totalizada, tiveram índice de renovação de 87,5% e 37,5% nas eleições de 2002.


A notícia é o contrário do que pretende ser. Toda eleição renova um pouco menos da metade da Câmara. A de ontem não fugiu à regra. A renovação aumentou na margem, como gostam de dizer os economistas.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home