quarta-feira, 18 de outubro de 2006

Datafolha: Lula toma eleitores de Alckmin (18/10)

Clique na tabela (retirada do relatório do Datafolha presidencial de ontem) para ampliar e abrir numa janela separada. Repare nos círculos vermelhos. Além de já ter o apoio da maioria dos eleitores de Heloísa Helena e Cristovam Buarque, Lula toma quase um em cada dez eleitores que Alckmin teve no primeiro turno. É o dobro do que o tucano consegue tomar de eleitores de votaram no petista há três domingos.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

4 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Este é realmente um blog imperdível. Vejam o que o Alon escrveu no dia seguinte ao primeiro turno:

"Lula vencerá a eleição se mobilizar o seu eleitorado, se levantá-lo em defesa do governo. Se usar toda a sua força para levar às urnas a parcela da população que mais teria a perder com uma eventual mudança de guarda no Palácio do Planalto. Lula perderá se não o fizer. A dúvida é saber se Lula e o PT ainda têm energia e forças para travar essa sangrenta batalha pela “troca” da agenda eleitoral."

O que é a campanha antiprivatizações e anticortes orçamentários do PT no segundo turno? Bingo!

quarta-feira, 18 de outubro de 2006 09:11:00 BRT  
Anonymous Cesar Cardoso disse...

O que o Alon não previu é quão rápido a campanha do Alckmin iria entrar em colapso nesse segundo turno.

A impressão que me passa é que está todo mundo atônito na campanha do candidato da oposição, como que sem saber o que fazer contra o fato de que, nesse segundo turno, quem está ditando a agenda é a campanha do adversário. E aí o Geraldo fala qualquer coisa, como se precisasse se livrar desse fardo de ter que devolver as bolas que o Lula está sacando.

E, além disso, o desmonte dos palanques estaduais. Caso emblemático, Rio de Janeiro, onde, para completar a destruição iniciada pela adesão dos Garotinho ao Alckmin, o Eduardo Paes subiu no palanque do Sérgio Cabral.

quarta-feira, 18 de outubro de 2006 09:32:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Como disse o César Cardoso, o desmonte dos palanques estaduais e a desconsideração da política estadual e regional, onde realmente se enraíza toda a política partidária neste país e isso há muito tempo, só prova o desconhecimento da candidatura da oposição dos fatos reais do país. Ou, sobretudo, a arrogância e desprezo do PSDB paulista relativamente ao restante do Brasil.

quarta-feira, 18 de outubro de 2006 13:28:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

O caso da publicitaria petista que teve parte de um dedo arrancada a dentadas por uma de varias pessoas de uma regiao "nobre" do Rio que comecaram a molestar o grupo em que a vitima estava, atirando neles avioezinhos de papel feitos de "santinhos" de Geraldo Alckmin so porque ela usava uma camisa com propaganda de Lula, ilustra perfeitamente a hidrofobia (metaforica e literal) da oposicao, da midia e da elite contra Lula e contra a vontade esmagadora da sociedade de reelege-lo. O interessante eh que no ultimo domingo, antes de deixar o Brasil (estou no exterior), escrevi exatamente sobre isso em meu blog (quem quiser conferir, http://edu.guim.blog.uol.com.br). A campanha da midia (a mando da oposicao) contra Lula esta dividindo o pais, acirrando os animos, produzindo uma situacao que ha muito nao existia neste pais. E o pior eh que manifestacoes de bom senso como esta nao encontram espaco na midia, que continua apostando no odio, na intolerancia e no preconceito como forma de devolver o poder ao PSDB e ao PFL, ou seja, ao grupo social a que essa midia pertence.

quarta-feira, 18 de outubro de 2006 13:36:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home