terça-feira, 26 de setembro de 2006

Um vencedor já está definido (26/09)

Já há pelo menos um vencedor nestas eleições: os institutos de pesquisa. Nunca vi tão poucos ataques aos institutos numa eleição. Quem enveredou por aí (atacar os institutos) se deu mal. Na reta final do primeiro turno, uma novidade é a discrepância já apontada entre o Datafolha e o Ibope. Mas, numa demonstração de maturidade e equilíbrio, vamos esperar que a realidade das urnas diga quem está com a razão. Se o Ibope, segundo o qual Geraldo Alckmin está tirando votos de Luiz Inácio Lula da Silva, ou o Datafolha, para quem Alckmin só está atraindo votos de Heloísa Helena e dos indecisos. Hoje, a pesquisa CNT-Sensus endossou o Datafolha e aponta para a vitória de Lula em primeiro turno. Vamos ver o que dizem os próximos levantamentos. No caso da Sensus, essa foi a sua última pesquisa antes da eleição. Se estiver errada, vai ficar ruim para o instituto. Se estiver certa, vai coroar uma bonita trajetória nesta eleição: eles foram os primeiros a detectar a subida de Lula no começo do ano (no modesto furo que ajudou a tirar este blog da clandestinidade) e a queda de Alckmin antes do início do horário eleitoral.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

3 Comentários:

Anonymous Richard Lins disse...

Não avaliei as pesquisas, se o Ibope detectou variação e as outras duas, que vieram depois, não, a conclusão que posso chegar é que o discurso (repetitivo) de traição continua sendo aprovado pelos seus eleitores. Na cabeça deles, Lula está garantindo os R$ 90,00 por mês na vida deles... eles não querem ser traídos também!!!

terça-feira, 26 de setembro de 2006 15:15:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Caro Alon, seu blog é legal, vc consegue ser isento (o que não é fácil) e vai ganhando crédito. Mas não dê corda para o Ibope, velho conhecido nosso (e principalmente, da Globo). Lula já ganhou. Mas a imprensa tem de ser rediscutida urgentemente.

terça-feira, 26 de setembro de 2006 15:43:00 BRT  
Anonymous kleber disse...

Como liberdade de imprensa? Imprensa tem dono no Brasil e no mundo, assim como democracia tem limites não construídos coletivamente. Acho importante algum pragmatismo para viver e pensar, mas algumas simplificações redimem responsabilidades e permitem a mistificação usual dos grandes veiculadores de informação.
Mas esse é um processo que já conta com interessante discussão na sociedade. Basta ver a quantas anda a venda em banca dos jornais.
Saudações!

terça-feira, 26 de setembro de 2006 16:42:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home