segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Um artigo do diretor do Datafolha (18/09)

Um trecho do texto de hoje de Mauro Paulino na Folha de S.Paulo:

Como as pesquisas não apuram os votos concretizados e sim as intenções dos eleitores antes de votar e não podem prever quantos se ausentarão das urnas, alguns fatores têm sido lembrados para elevar a esperança de segundo turno. O alerta mais repetido lembra que a abstenção é mais concentrada no Nordeste e está relacionada à baixa renda e escolaridade dos eleitores. Coincide com o perfil do eleitor de Lula e, por isso, ele perderia cerca de sete pontos nas urnas. É um exagero partidário. A estatística Renata Nunes, do Datafolha, apurou a média das abstenções e dos votos brancos e nulos em cada Estado nas duas últimas eleições presidenciais e, como exercício, recalculou os percentuais da última pesquisa a partir da média histórica de votos válidos. Constatou que Lula perderia apenas um ponto, insuficiente para viabilizar o segundo turno.

Clique aqui para ler a íntegra.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

2 Comentários:

Anonymous jose carlos lima disse...

"O que eu não concordo é que digam que esse foi o maior esquema de corrupção no Brasil, isso foi um massacre que a mídia fez. Primeiro que não tem como medir isso. Segundo, tenho absoluta convicção, hoje, que nunca um governo combateu tanto a corrupção como este governo. Corrupção sempre teve e continua existindo. Nunca a Polícia Federal prendeu tanta gente, o Ministério Público atuou tanto quanto hoje. E não é só pegando bagrinho não, pela primeira vez se está pegando peixe grande. É um processo de limpeza do país que eu acho positivo. Daqui pra frente vai ser muito bom para o país. A imprensa exagerou nas coisas, o papel da imprensa é noticiar, não pode ocupar o lugar de outras instituições. E houve um momento que a imprensa noticiou, julgou e condenou. Em um regime democrático quem julga é a Justiça. Mas, felizmente, hoje não é a grande imprensa que está fazendo a cabeça do povo, é a cabeça do povo que está mudando o Brasil." Ricardo Kotscho.Fonte: www.informante.net

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 10:06:00 BRT  
Anonymous jose carlos lima disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 10:29:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home