segunda-feira, 4 de setembro de 2006

O PFL dá o exemplo (04/09)

Deixei de comentar na semana passada a justa decisão do PFL sobre os seus parlamentares acusados de fazerem parte da máfia das ambulâncias. Puniram quem tinha provas contra si. Não puniram quem não tinha provas contra si. Tão simples quanto isso. Parabéns ao PFL. Claro, qualquer um poderá argumentar que os liberais aplicaram aos seus correligionários o in dubio pro reo, enquanto negam esse princípio aos adversários. Eu faço questão de ser otimista: qualquer ato de respeito à legalidade, de recusa ao "julgamento político", de resistência ao "veredicto das ruas" deve ser saudado e apoiado, ainda que embuta interesses egoísticos. Vou correr o risco de você me achar um ingênuo. Em meu otimismo (que você poderá classificar como ingenuidade), vou entender essa atitude do PFL como mais um tijolo colocado no edifício da democracia brasileira. A Justiça não pode estar à mercê de movimentos e maiorias eventuais na opinião pública. Para condenar ou para absolver.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

4 Comentários:

Anonymous Marcos disse...

Poxa Alon, o elogio se justificaria se para o PFL isso fosse universal. Mas só vale para os seus pares. Indignação seletiva também é motivo de indignação. Sinceramente não vi nenhum tijolo a mais nesta casa.
Abração.

segunda-feira, 4 de setembro de 2006 14:06:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Alon, a sua ironia é muito apropriada. Você consegue ser irônico sem sê-lo. É uma arte.

segunda-feira, 4 de setembro de 2006 14:10:00 BRT  
Anonymous André Pessoa disse...

Eu me identifico totalmente com o seu otimismo e com a sua "ingenuidade".

segunda-feira, 4 de setembro de 2006 14:16:00 BRT  
Anonymous Marcelo Pinto disse...

Caro Alon, não seja ingênuo! O PFL puniu quem lhe interessava, na Bahia nenhum foi expulso, o Coriolano como tem esperanças de vir a ser prefeito de Vitória da Conquista no tapetão, renunciou ao mandato e ao partido. A prova é o sanguessuga Carlista Robério Nunes, que certo da condenação mudou sua candidatura para deputado estadual! Continua no PFL e imune. ACM na safadeza faz escola!

segunda-feira, 4 de setembro de 2006 21:51:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home