segunda-feira, 18 de setembro de 2006

Lições de História (18/09)

Você sabe que o ex-presidente Getúlio Vargas é tema permanente neste blog. O antigetulismo foi moda durante quase trinta anos na esquerda brasileira (PT), até Luiz Inácio Lula da Silva descobrir que poderia se apoiar em Vargas (e Juscelino Kubitschek) para resistir às pressões dos adversários que o querem fora do Palácio do Planalto. Bem, nesta altura do campeonato você já sabe que um segurança do presidente foi acusado de estar envolvido em um suposta tentativa de compra, pelo PT, de um dossiê contra candidatos tucanos. O segurança nega. Enquanto a coisa rola, talvez você queira ler um pouco sobre as circunstâncias que levaram ao suicídio de Getúlio Vargas, conhecer um pouco mais sobre Carlos Lacerda, Gregório Fortunato, o Major Vaz, a rua Tonelero e a República do Galeão. Separei três links, para três textos do Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil (CPDOC), da FGV. São eles:

João Goulart, o aumento do salário mínimo e o Memorial dos Coronéis

O início do fim: das tentativas de impeachment ao atentado da Tonelero

O cerco se fecha: da República do Galeão ao suicídio de Vargas

Na foto acima (clique para ampliar), a multidão toma a Praia do Flamengo no cortejo fúnebre de Vargas, em 25 de agosto de 1954. Este post não tem intenções alarmistas. Getúlio se matou porque não tinha outra arma, além do suicídio, para enfrentar os inimigos que queriam sua deposição. Lula tem uma provável reeleição à frente. Mas a leitura pode ser um roteiro interessante sobre o nexo entre o passado e o futuro. Talvez seja útil para dar pistas sobre o que será o ambiente político num eventual segundo governo de Lula.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

8 Comentários:

Anonymous Marcos disse...

Curto e grosso. Um golpe bem montado está em curso.

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 14:49:00 BRT  
Anonymous Marcus disse...

Fecho com o Marcos. Meu desconfiômetro apitou quando foi citado o nome de um segurança e homem de confiança do presidente.

Escrevi uma nota no meu blog mostrando que a oposição aparentemente está querendo criar um segundo Caso Tonelero.

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 15:00:00 BRT  
Anonymous Richard Lins disse...

Suicídio é muito forte! Prefiro como na piada em curso na net: Jesus fazendo a analogia entre Ele e Lula, e depois pedindo à multidão o mesmo fim - a CRUSSIFICAÇÃO de Lula (muito melhor, né!?)

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 15:05:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

O Lulismo é invencível, como diria o Nelson Rodrigues. E sartreano: O inferno são os outros. O lulismo paga 2 milhões cash para urdirem reportagens e dossiês e a culpa é dos outros.
Como o chefe é liliputiano, estão produzindo uma grandiloquência fake para fazer dele um Getúlio, ah ah ah.
A lettre avant les choses.

Caramba! Vocês têm que ser tratados com neurolépticos. O marxismo já esteve mais bem servido neste mundo. Definitivamente

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 15:43:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Anônimo, vá ao site do Reinaldo Azevedo e você verá que o primeiro a fazer um paralelo entre as duas situações foi ele, e ele não é lulista. E você usou o termo neuroléptico. Diz a Wikipedia (espanhol) que neuroléptico é "un medicamento que actúa en el cerebro y que puede servir en casos de esquizofrenia para, por ejemplo, hacer desaparecer las alucinaciones. Así, el comportamiento del enfermo puede ser 'normalizado'". Foi isso mesmo que você quis dizer? E de quem é a alucinação?

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 15:50:00 BRT  
Blogger Ricardo disse...

É, a sujeira está toda do lado do PT, o presidente se declara Jesus (vivendo do sangue do povo... seria um sanguessuga?), tem vontade de fechar o Congresso, fala que é uma aula de pós-graduação em sociologia política estar entre mensaleiros e sanguessugas sem se manchar, diz que não sabe se o mensalão existiu ou não (preste atenção: não sabe!!!!), seus assessores diretos estão TODOS (não é um ou outro, são TODOS investigados, metade com provas contundentes) metidos em sujeira e, claro, o resto do universo é que é golpista...

Nem o assessor Freud explica essa...

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 16:22:00 BRT  
Anonymous SERGIO MAIDANA disse...

Fico impressionado com os ditos "esquerdistas" brasileiros. Para eles o culto a personalidade de Lula é um instrumento de purificação e absolvição de todos os crimes cometidos, além do que, se existe alguma coisa errada, nunca, mas nunca mesmo, pode vir do PT ou de Lula.

Acho que apesar da cegueira dos esquerdistas, podem ter um infeliz surpresa nas urnas, pois, se Lula tem a vantagem que diz ter, não existe a necessidade de seu imediato estar envolvido em atitudes suspeitas de compra de dôssie.

Esta na hora da dita "esquerda" brasileira chegar a maturidade e começar a ver que muitos, por comodidade ou para ser absolvidos das safadezas que fazem, dizem de esquerda, mas nunca foram e nunca serão.

Triste povo que nem esquerda de verdade têm (auto-crítica, isto nunca - pensa este tipo de gente).

segunda-feira, 18 de setembro de 2006 22:40:00 BRT  
Anonymous Paulo Araújo disse...

Eu continuo insistindo:

É cartola de mágico. Quando a gente pensa que acabou, que nada, vem mágica ainda mais espantosa.
E o Lula se manda pros EUA e deixa o bando dele com a brocha na mão.
É muita cara de pau e muita servidão voluntária.
Há também quem se $sirva$. O site Contas Abertas fez um levantamento de quanto esses bandidos envolvidos no caso mais recente faturaram nestes últimos quase quatro anos. Quem quiser saber é só ir lá e olhar.

Anônimo 9/18/2006 03:43:01 PM disse tudo: "O marxismo já esteve mais bem servido neste mundo. Definitivamente"

Sobre nexos com o passado:
Lembrei de um texto do Marco Aurélio F. Velloso escrito em setembro de 2005 para um debate na UBE: "A crise política brasileira:qual é a porta de saída?
Uma análise psicossocial operativa"
http://www.interpsic.com.br/saladeleitura/textos/crise%20brasileira-main.html#_edn2

Quem se interessa por história do Brasil não pode deixar de ler.

Não. O texto não é "isento". O autor demarca muito claramente o lado no qual está.

O texo tem um olhar otimista da crise (foi escrito na época do mensalão), mas não é bocó:
"De fato, creio que a atual crise política brasileira representa, neste momento, principalmente —e duplamente—, apenas uma larga e longa soleira de entrada.

De um lado, porque é uma crise que, apesar de todo o sofrimento que está nos causando, e de já se arrastar por tantos meses, é ainda uma crise menina, falta bastante para se tornar —e merecer— ser mulher.

De outro, porque é prelúdio, anteato, pajem abre-alas de nossa entrada definitiva nos verdadeiros e profundos dilemas do Século XXI: é promoter, é recepcionista, é sibila, é esfinge, e é alcagüete e delatora. Ao mesmo tempo em que nos dá boas vindas, já com atraso, ao novo milênio, denuncia nosso despreparo para o enfrentamento das grandes questões fundamentais da transição civilizatória que atravessamos no mundo globalizado contemporâneo.

Mas, acima de tudo, diria que é uma bendita crise, necessária crise, que, se meus desejos puderem se realizar, obrigará a nos olharmos, antes tarde do que nunca, de frente, olho no olho, enquanto país, enquanto povo, mas, sobretudo, enquanto cidadãos do mundo."

Alon
Penso que o texto é sincrônico com os temas e o foco do blog. Então eu enviei.

abs

terça-feira, 19 de setembro de 2006 02:21:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home