quarta-feira, 6 de setembro de 2006

Fala, Amaral! (06/09)

O jornalista Ricardo Amaral, amigo e companheiro das boas e más horas, é um dos grandes repórteres brasileiros. Decidiu entrar nesse debate sobre o voto aberto ou secreto no Legislativo com argumentos. Mandou-me seu texto por email e me honra com sua participação no meu blog. Aliás, amigos, este blog está aberto a vocês, se um dia quiserem escrever sobre o que eventualmente lhes der na telha. Mas voltemos ao Amaral. Ele é contra o voto aberto. Eu, sinceramente, acho difícil que essa tese (o fim do voto secreto) não prospere. Bom que o Amaral tenha tomado posição. Dá mais tempo para eu refletir sobre a minha, e mantém atualizado meu blog.

Clique aqui para ler o texto do Amaral
.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

8 Comentários:

Anonymous Osmar disse...

Caro jorn. Alon:
Tenho frequentado diariamente seu blog. Como costumo visitar os blogs de Zé Dirceu, Roberto Jefferson, Luiz Nassif, Ricardo Noblat, Josias de Souza, Joelmir Beting e Reinaldo Azevedo. Como se vê, busco a divergência de opinião para tentar encontrar minha síntese. Não é tarefa fácil! Quem escreve bem sempre dá um jeito de convencer. E, muitas vezes, consegue. Dependendo do assunto, minha cuca entra em parafuso. Tamanha é a divergência entre opiniões. E, cada qual, fortemente argumentada. É o caso do voto secreto ou aberto no Congresso. Gostei muito do artigo do jorn. Ricardo Amaral, postado em seu blog. Estou recomendando sua leitura a amigos. Vale à pena! Este é um tema controvertido, porém muito sério. É uma via de mão dupla. A sociedade deve ficar atenta para evitar aberrações maiores. Nada está tão ruim que não possa piorar!
Abraços,
Osmar

quinta-feira, 7 de setembro de 2006 10:40:00 BRT  
Anonymous Cesar Cardoso disse...

Pode-se até não concordar com o texto do Ricardo Amaral, mas é bem escrito e tem uma lógica interna.

Textos bem escritos e com lógica interna, como se sabe, anda em falta, espécie quase extinta, na imprensa nacional.

quinta-feira, 7 de setembro de 2006 11:04:00 BRT  
Anonymous augusto disse...

Prezado Alon: Recomendo fortemente o magnífico e antológico artigo do L.F.Veríssimo no Estadão de hoje. Um abraço.

quinta-feira, 7 de setembro de 2006 16:25:00 BRT  
Blogger zanuja disse...

Do geito q o Amaral alerta p a quebra do voto secreto, o Zé Dirceu tb o faz. Acho que os srs. deputados entraram numa canoa furada, a mesma da coligação PSDB/PFL.

quinta-feira, 7 de setembro de 2006 17:19:00 BRT  
Blogger Paulo C disse...

Há indicações que o Senado vai reverter o exagero. Acho inevitável (e salutar) que as cassações passem a ser por voto aberto (o Parlamento, como uma criança, se mostrou "imaturo" para ter este poder nas mãos). O resto (eleições para as Mesas, vetos presidenciais e aprovação de determinadas indicações do Executivo) deveria contnuar secreto em nome do equilíbrio de poderes.

quinta-feira, 7 de setembro de 2006 19:46:00 BRT  
Blogger Luca Sarmento disse...

Discordo do voto secreto defendido pelo Amaral.
O Congresso Nacional só se viabilizou como um balcão de negócios, com os disparates que temos assistido recentemente, em função do voto secreto.
Esta na hora do eleitor saber da totalidade dos votos de seu congressista.
A racionalização de que um Ministro do Supremo poderia revidar em um Senador que não o escolheu, não se sustenta. A Constituição dá poderes ao Senado de promover o impeachment de qualquer Ministro do Supremo que não cumpra seu papel constitucional. Quero saber quais senadores eventualmente venham a aprovar um candidato ao STF, STJ, BACEN ou Embaixador com nítida atuação político-partidária.
Quanto aos argumentos relativos ao voto secreto para a mesa e Presidente da casa, quem tem usado já se esqueceu do discurso histórico do Fernando Gabeira cobrando energicamente decoro do Severino, pouco antes da queda deste.
Está na hora do Congresso assumir seu papel na república: Legislar e fiscalizar o Executivo e o Judiciário. Só terá êxito com o voto aberto e acabando com as medidas provisórias.

quinta-feira, 7 de setembro de 2006 21:31:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Não seria o Amaral o tucano que assina apenas Ricardo nos comments de teu Blog, seria?

sexta-feira, 8 de setembro de 2006 14:01:00 BRT  
Blogger Alon Feuerwerker disse...

Não, certamente é outra pessoa.

sexta-feira, 8 de setembro de 2006 18:24:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home