segunda-feira, 25 de setembro de 2006

Façam as suas apostas (25/09)

O Ibope diz que Luiz Inácio Lula da Silva está perdendo votos diretamente para Geraldo Alckmin, o que aumenta a possibilidade de segundo turno. O Datafolha não detectou essa suposta transferência, apesar de a sua última pesquisa ter ido a campo depois da última do concorrente. Ambos, na essência, apenas captaram variações dentro da margem de erro. Mas o ambiente eleitoral está tão radicalizado que hoje o diretor do Datafolha teve que abordar o assunto em seu texto semanal no jornal. Colocou panos quentes. Uma hipótese é que Lula estaria recuperando votos perdidos no auge do "furacão dossiê". Será? O grau de ansiedade e de pressão nesta eleição chegou ao ponto de um diretor de instituto de pesquisa ter que teorizar sobre oscilações que acontecem dentro da margem de erro. Vamos esperar pelos próximos números para conferir. Explicações técnicas sempre haverá. Mas que vai ficar mal para um dos dois, isso vai. Façam as suas apostas.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para mandar um email ao editor do blog, clique aqui.
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

21 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 11:52:00 BRT  
Anonymous Marcos disse...

Não dá para fazer nenhuma aposta. A não ser que seja do tipo: meu time vai ganhar. Que a mídia impressa tem pouca influência no eleitorado, é um fato conhecido por todos. Mas a mídia eletrônica não. E Lula foi massacrado nos últimos dias por essa mídia. E vamos ser honestos, quem serviu em bandeja de prata o fato que Alckmin precisava foram os patetas petistas. Os patetas petistas são adversários muito mais perigosos que toda mídia junta.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 12:02:00 BRT  
Anonymous Fernando Silva disse...

Desisti de acreditar nas pesquisas. O processo eleitoral está altamente viciado pela tensão PT-PSDB./Os eleitores dos dois partidos (eu sou tucano) estão mais para torcedores do que para eleitores. Com que base podemos achar, por exemplo, que Lula terá muito mais votos do que dizem as pesquisas? O que o Alckmin está garantindo um segundo turno? As duas são contraditórias e ao mesmo tempo altamente prováveis. A essa altura eu não aposto mais nada, apenas torço para que os eleitores brasileiros se dêem pelo menos o direito a um segundo turno, para que se possa analisar melhor as propostas dos candidatos.
Fernando Silva

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 12:17:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Caro Alon!

Parabéns pelo Blog. Leio quase que diariamente. Continue nessa linha.

Com relaçao às pesquisas, acredito que o IBOPE tenha captado algo pontual. Tenho acompanhado a evolução dos números nos estados também e o que percebo é que Alckimin de fato cresceu sobre o eleitorado da HH. O eleitorado do Lula é muito sólido.

A mídia também vai precisar de uma "refundação" a partir dos resultados da eleição.

Um forte abraço

Pablo

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 12:24:00 BRT  
Anonymous Sérgio Gonçalves disse...

Parabéns pelo Blog! Fora a qualidade jornalística, diria que é o site mais isento na observação e análise da política tupiniquim nestes dias. Continúe assim: V. faz parte do escasso time que dignifica a profissão no Brasil.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 12:39:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Pois eu acho que o Datafolha vai quebrar a cara. Mesmo votando em Lula, eu considero impossível que a brutal, inédita e escandalosa pressão da mídia não se reflita nas pesquisas. Eles estão usando bomba atômica para matar passarinho. Claro que alguma coisa vai acontecer com o passarinho. No mínimo algumas penas vão ficar chamuscadas.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 14:56:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Parabéns pelo blog, Alon, é um dos que, pode-se dizer, faz cobertura jornalística e não partidária, como os que temos (até mais famosos)por aí. Mas com a reeleição do Lula (com uma maioria de votos bem maior do que estão tentando colocar na mídia)eles vão quebrar a cara. A propósito, muito bom o discurso do Lula na reta final, vamos vencer no próximo domingo. E continuar a arrumar o país "complicado" que eles deixaram. A mídia "escondeu" os números positivos do governo, mas o povo sabe.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 16:08:00 BRT  
Anonymous Alexandre Porto disse...

Meu Deus,
façam uma comparação do percentual usado pelos institutos em relação à escolaridade, por exemplo. Todos dizem seguir os dados do PNDA-2004, mas apenas o Vox Populi realmente segue. Estão apenas tentando fazer com que a classe média paulistana não vá à praia no litoral.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 17:36:00 BRT  
Anonymous Evelin Medeiros Lisboa- evelin@unisystem.com.br disse...

Estava, lendo o livro de Franklin Martins, Jornalismo Político, sem querer fazer merchandising, mas lembrei de uma de suas comparações. Dos jornais em 1950 em campanha do Brigadeiro X Getulio e depois em 2002 Lula X Serra, de acordo com o autor, nas eleições de 1950, os jornais expressavam sua anteposição, interferindo na decisão do eleitor, já em 2002, os jornais estavam imparciais. Porém, se formos analisar, em 2006, á historia se repete, á 1950, estas manipulação nas pesquisas eleitorais, são apenas, formas indiretas de conduzir o eleitor em quem votar, como matéria que li estes dias, em ‘’determinado’’ jornal, que afirmava que Alckmin estava crescendo e no segundo turno ganharia fácil, sem informar bases de dados. O Datafolha entre outras pesquisas de Ibope, são ótimas, mas infelizmente, ainda utilizam á manipulação para favoritismo de certos candidatos, tenho certeza que esta campanha já é de Lula e não adianta nem informar dados de Ibope. Um candidato que atinge pico de 50% de intenções de votos, em época de analogia á voto nulo, novo socialismo, como o partido PSOL e os democratas, de sempre, do PSDB, já pode ser considerado reeleito.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 17:42:00 BRT  
Anonymous Swamoro Songhay disse...

A questão parece não ser de margens de erro utilizadas. Pela tensão causada, pode ser mesmo de empate ou até mesmo de inversão nas intenções de voto. A mesma tensão pode ser indicativa de uma reversão de expectativas, não esperada ou desejada, dependendo do lado em que se encontra. Porém, difícil entender os sustos, uma vez que estamos numa Democracia representativa. Assim, numa eleição demcrática, como as de 2002, as expectativas podem ser revertidas. E os seus resultados aceitos. Democraticamente, pois, foram as pessoas mais simples que exerceram seu poder pelo voto.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 17:44:00 BRT  
Blogger Luca Sarmento disse...

A escolha será da maioria do eleitorado, mas cairá irremediavelmente em um dos cenários abaixo:

a) Lula leva no primeiro turno. No dia 2/10/2006, inicia o processo para impugnação da candidatura manchada pelo crime eleitoral, segundo a oposição (via TSE / STF). Crise política grave à frente. Governo paralisado.

b) Lula leva no segundo turno. Dia 30/10/2006, inicia o processo para impugnação da candidatura, manchada pelo crime eleitoral, segundo a oposição. Crise política igualmente grave à frente. Governo paralisado.

c) Lula continua a cair e perde no segundo turno. Crise leve pela frente, com alguma agitação a ser promovida pelo Lulismo derrotado.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 18:18:00 BRT  
Anonymous Marcos disse...

Alon, a sua imagem do peão de boaideiro não poderia estar mais correta. É só chumbo grosso em cima do Lula. Parece que o Ministério Público resolveu entrar no jogo de maneira mais pesada. Como se sabe, isento aqui, só pagador de jogo de bicho que tem ter credibilidade com os apostadores.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 19:11:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Tudo está cheirando a golpismo!
Ô elite desgraçada!

Edson Araújo

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 23:09:00 BRT  
Blogger Chico Amaro disse...

É engraçado ver esse inconformismo da oposição, que vê a eleição de Lula já no primeiro turno e ameaça desde já a estabilidade do mandato. Me lembra muito o PT de alguns anos atrás, antes da experiência de ser governo, que ameaçava da mesma maneira, o mandato de FHC, ou de Collor. A estratégia é a mesma, e os personagens, pelo comportamento, cada vez mais parecidos.

segunda-feira, 25 de setembro de 2006 23:27:00 BRT  
Anonymous Valeria disse...

Qualquer um deles pode estar certo, acho que tanto faz, mesmo que o Lula seja eleito pelo voto, talvez não tome posse, hoje o TSE já notificou o Lula, é a direita agindo como sempre, tentando voltar ao poder a qualquer custo, ainda tem a impensa colaborando, mas as investigações do conteúdo do dossie - nada.

terça-feira, 26 de setembro de 2006 00:21:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Faltam 06 dias para a reeleição, É LULA DE NOVO COM A FORÇA DO POVO!
Parabéns pelo blog, Alon...

terça-feira, 26 de setembro de 2006 01:09:00 BRT  
Anonymous Antonio Lyra Filho disse...

Como pode duas pesquisas realizadas quase nos mesmo dias ter resultado tão diferentes.
A da Sensuas que saí hoje apesar do crescimento de Alckmin, Lula continua com 51% das inteções de votos.
Lula venceria no primeiro turno com 11% a mais da soma dos outros.

terça-feira, 26 de setembro de 2006 09:07:00 BRT  
Anonymous Willian Gonçalves disse...

Vamos esperar a pesquisa da Sensus, que sai hoje. Estão dizendo que vai bater com a do Datafolha...

terça-feira, 26 de setembro de 2006 09:52:00 BRT  
Anonymous Daniel Negrini disse...

A pesquisa Ibop está totalmente furada... Assim que sair Sensus, etc; vocês verão! Este papo do dossiê fede para os dois lados, afinal, se existiu compra de provas, é porque as provas existem, certo? Se as provas existem, os Tucanos estão mais na lama que os Petistas...

terça-feira, 26 de setembro de 2006 10:02:00 BRT  
Anonymous jose carlos lima disse...

A respeito do dossiê anti-Serra, todos nós ficamos “p” da vida com os desavisados petistas que caíram na muito bem montada arapuca tucana. Parafraseando Ângela Ro Ro, tolo foi você. Tolo foi você que não teve desconfiômetro suficiente para ver que era de mentirinha as ligações dos Vedoin para vocês.Senão vejamos. O mala estava preso.O procurador tucano Márcio Lúcio Avelar o soltou colocando-lhe nas mãos um celular grampeado pela Justiça. Delação premiada. Liberdade vigiada. Acompanho as últimas notícias como se estivesse assistindo a uma hístória de 007. Como não gosto de filme de espionagem, minha TV continuará desligada.Para o bem da minha saúde.Troquei a página principal do meu pc. Quando ligava o micro eu era obrigado a ler manchetes produzidas às custas da trama tucano-pefelenta.Como não gosto de notícias produzidas assim, pois que elas se tornam inverdades=ficção, a página inicial do meu pc é o meu próprio blog. Leia mais no meu blog http://abandon.zip.net

terça-feira, 26 de setembro de 2006 11:18:00 BRT  
Anonymous Swamoro Songhay disse...

Democraticamente, o povo simples, em 2002, optou pela alternância de poder. O eleito foi empossado numa transição pacífica, depois de várias eleições perdidas. O partido vencedor, que não havia assinado a Constituição de 1988 (sob cuja égide galgou o poder) e pugnado contra a LRF, assumiu vários cargos públicos importantes na administração direta e indireta, fez várias alianças políticas para poder governar com maioria parlamentar. Através de uma carta ao povo brasileiro, manteve os pontos principais da política econômica anterior. Atitude democraticamente aceita. Tudo dentro da normalidade. O que se espera, então, caso as tendências apontem para uma inversão nas preferências do mesmo povo simples e em respeito a ele, é temperança. Ou seja, que os resultados sejam aceitos, democraticamente, como o foram na transição de 2002.

terça-feira, 26 de setembro de 2006 11:51:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home