sexta-feira, 4 de agosto de 2006

Americanos apóiam Israel e querem reatar com Cuba (04/08)

Para vocês, que gostam de comentar em blogs, tentarem explicar: 62% dos americanos querem normalizar as relações com Cuba (69% no caso da morte de Fidel Castro), mas ao mesmo tempo 68% estão ao lado de Israel e contra o Hezbollah. Clique aqui para ler a reportagem da CNN e aqui para baixar a íntegra da pesquisa. E você que me manda mensagens criticando minha defesa do direito de Israel existir ou o tratamento respeitoso que procuro dar a Fidel e a Cuba, note que não estou exatamente sozinho nessas posições.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

6 Comentários:

Blogger Ricardo disse...

Só 68% estão a favor de Israel contra o Hizbollah? É pouco. Deveria ser todo mundo. Agora, se me perguntarem se sou a favor de Israel contra o Líbano, aí diria que Israel pratica terrorismo de Estado.

sexta-feira, 4 de agosto de 2006 20:34:00 BRT  
Anonymous Marcus disse...

Se um dia eu for criticar alguma coisa, vão ser suas idéias, não o fato de você as estar defendendo. Você tem todo o direito de pensar o que quiser, e respeito muito a forma como você expõe o que pensa, mesmo que discorde.

Enfim. Queria apenas dizer isso.

sexta-feira, 4 de agosto de 2006 20:46:00 BRT  
Anonymous William Müller Teixeira disse...

Aí Ricardo, ginástica intelectual é isso aí. O que os americanos disseram na pesquisa é que na guerra atual eles estão com Israel. O Hizbollah fica onde mesmo? No mar? É claro que a guerra acontece no Líbano, é lá que está o Hizbollah. Esse negócio de "Terrorismo de Estado" é conversa fiada. Tu estás que nem o Lula, doido para fazer que nem o Chávez e sentar no colo do presidente do Irã. Mas, assim como Lula, tu não tens coragem para isso (defender a destruição de Israel) e fica com esse papinho furado. Que país do mundo aceitaria ter na fronteira uma guerrilha armada até os dentes e que defende sua destruição?

sexta-feira, 4 de agosto de 2006 20:47:00 BRT  
Blogger mário disse...

Se houvesse uma pesquisa durante o período nazista na Alemanha eu tenho a certeza que a maior parte da população alemã apoiaria as idéias de Hitler. Você não acha que a difusão dessa idéia de "guerra preventiva" não levará o mundo a uma nova corrida armamentista, com a construção de Bombas Atômicas por um número cada vez maior de países?

sábado, 5 de agosto de 2006 09:14:00 BRT  
Blogger mário disse...

Se houvesse uma pesquisa durante o período nazista na Alemanha eu tenho a certeza que a maior parte da população alemã apoiaria as idéias de Hitler. Você não acha que a difusão dessa idéia de "guerra preventiva" não levará o mundo a uma nova corrida armamentista, com a construção de Bombas Atômicas por um número cada vez maior de países?

sábado, 5 de agosto de 2006 09:16:00 BRT  
Anonymous carcamano disse...

Hum, duas observações:
1) Os americanos têm alguma idéia mais elaborada do que acontece no Oriente Médio? Quanto a Cuba, sabem que pode haver uma nova leva de imigração. E, na primeira, foi para a Flórida o que havia de pior na ilha.
2) Vc defende (geopoliticamente) o direito de Israel bombardear o Líbano e te atacam por defender o Irã???????? Essa eu não entendi. Isso é que é "ginástica intelectual".
abs confusos,

sábado, 5 de agosto de 2006 09:42:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home