sábado, 15 de julho de 2006

Um copidesque para o Itamaraty, por favor (15/07)

Dêem uma olhada na nota que o Itamaraty soltou a respeito da guerra entre Israel e o Hezbollah. Acho que o Itamaraty precisa de um copidesque, de um crítico de textos. Vejam o seguinte trecho: "[O Brasil] reitera sua oposição a atos desproporcionais de represália que possam contribuir para deteriorar ainda mais o já delicado quadro político e humanitário regional". Considerando que uma coisa só se define em oposição a outra, seria interessante saber o que a nossa diplomacia consideraria como "atos proporcionais de represália", adequados àquela situação. Claro que não faz sentido, mas menos mal: tampouco tem qualquer importância. Considerando o grau de eficácia com que nossas autoridades tratam assuntos menos complexos (por exemplo, a questão do PCC) do que o conflito entre os israelenses e a milícia xiita fundamentalista, vamos deixar o tema para ser resolvido diretamente entre o senhores Hassan Nasrallah e Ehud Olmert. É melhor assim. Ainda sobre o Hezbollah, vale a pena ler reportagem de Neil MacFarquhar e Hassan M. Fattah, publicada hoje no The New York Times, material que coloquei na seção Textos de outros. Foge do blá-blá-blá propagandístico e/ou piedoso e lança luz sobre o contexto regional e suas conexões com o atual conflito.

Clique aqui para assinar gratuitamente este blog (Blog do Alon).
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home