sábado, 29 de julho de 2006

Polêmicas históricas (II): Por que França e Reino Unido assinaram o Pacto de Munique, mesmo depois da experiência da Guerra Civil Espanhola? (29/07)

Este ano faz 70 anos do início da Guerra Civil Espanhola (1936-39). Os nacionalistas de Francisco Franco (fascista) rebelaram-se contra o governo republicano (socialistas e, depois, comunistas). A Alemanha de Adolf Hitler apoiou Franco, enquanto a União Soviética de Josef Stalin apoiou os republicanos. O conflito terminou com a vitória da direita. Na foto (clique para ampliar), a luta pela Plaza de Toros de Teruel, leste de Madri. A cena é de abril de 1938. A República rendeu-se um ano depois, em abril de 1939, e a ditadura franquista duraria quase quatro décadas. Um sujeito com certa perspicácia naquela época teria sentido ali o cheiro do incontido ímpeto expansionista do Führer. Bem, em 1938 já estava claro que o fascismo levaria a melhor no conflito espanhol. Mas em setembro daquele ano França e Reino Unido assinaram o Pacto de Munique e entregaram a Tchecoslováquia aos alemães, na esperança de apaziguar Hitler. Por que cometeram esse erro de julgamento, que ficaria ainda mais claro um ano depois, quando a Alemanha invadiu a Polônia e começou a Segunda Guerra Mundial?

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

6 Comentários:

Anonymous carcamano disse...

Parece óbvio agora. Concordo que uma certa perspicácia poderia ajudar a criar o cenário que se efetivou, mas história não é matemática. Eram diversas possibilidades e uma delas se efetivou. Não havia um destino declarado, uma verdade objetiva dizendo que ia acontecer isso ou aquilo.
Claro que erros de avaliação aconteceram em demasia. Erros que hoje nos aprecem primários. Mas dá para arriscar um cenário 100% para os próximos anos? A China vai ser a grande potência que esperam? Temos ou não um declínio do "império americano"? O Heartland vai voltar a ser mais importante que o "Waterland"?

sábado, 29 de julho de 2006 17:29:00 BRT  
Anonymous Ralph Smith Pereira disse...

França e Inglaterra contemporizaram com o nazismo o quanto puderam. Esperavam que Hitler desferisse seu primeiro golpe a Leste, como de fato econteceu, mas achavam que ele iria logo prá cima da URSS. Deu errado porque Hitler (achava, com razão, que Inglaterra e França eram mais débeis que a URSS) e Stálin (queria mais tempo para se preparar para a guerra) foram mais espertos e fizeram o Pacto-Ribbentropp-Molotow. Quando a França e a Inglaterra entregaram a Tchecoslováquia de bandeja para a Alemanha ficou claro qual era a intenção dos dois.

sábado, 29 de julho de 2006 19:10:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

É isso mesmo. Não só eles mas todo mundo contemporizou com Adolf Hitler. A Rússia só entrou na guerra depois que foi diretamente atacada, e a mesma coisa aconteceu com os Estados Unidos.

sábado, 29 de julho de 2006 19:11:00 BRT  
Anonymous paulob disse...

Acho que vcs tem razao. So se juntaram todos contra a Alemanha quando isso se tornou obrigatorio, para cada um deles.

sábado, 29 de julho de 2006 19:13:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Mas não entendi por que o Alon colocou este post. Alguem entendeu?

sábado, 29 de julho de 2006 19:14:00 BRT  
Anonymous Metatron disse...

Colocou porque quer comparar a anexação do sul do Líbano e Síria, mas não dará segurança a Galiléia e não dará paz região.

O valor do texto deixa claro que nada justifica a Comunidade Internacional permitir a Israel a invasão da soberania alheia, nem nesmo a anuência do maior parceiro, os EUA, ou rival militar, Irã.

Pergunto ao Alon a que papel cabe a Israel, seria o da Alemanha do III Reich?

A situação é tão ruim como a da Bósnia na década de 90, terminou com a intervênção da NATO e bombardeio de Belgrado.

O papel de Israel na região é de protagonista ele determina o ritmo da ações, para o seu bem e para seu mal, não existem lealdade em guerras, sim interesses, se Israel for ambicioso demais seus Aliados que hoje fazem vistas grossas poderão entregar Israel em barganha.

domingo, 30 de julho de 2006 23:46:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home