terça-feira, 11 de julho de 2006

As duas primeira medidas de um eventual governo Alckmin (11/07)

Já se conhecem pelo menos duas medidas que Geraldo Alckmin tomaria na Presidência da República: 1) reajuste imediato de 16,67% nos benefícios dos aposentados e pensionistas da Previdência que recebem mais de um salário mínimo (R$ 350,00) e 2) extensão para as empregadas domésticas de todos os direitos trabalhistas, inclusive o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e a multa de 40% sobre o mesmo FGTS por demissão sem justa causa. As bancadas do PSDB e PFL no Congresso exigem que o governo adote essas duas medidas. Alckmin é o candidato do PSDB e do PFL. Também vi na televisão que Alckmin é a proposta de uma nova liderança no Brasil, um tipo novo de político, que faz o que promete. Com ele, não vai ter esse negócio de os partidos falarem uma coisa e fazerem outra, como aconteceu com o PT. Custou-me algum esforço, mas finalmente compreendi: como o PSDB e o PFL querem ganhar a eleição presidencial, estão mostrando ao eleitor desde já o que pretendem fazer se o seu candidato chegar ao Palácio do Planalto. É uma atitude boa, ajuda o povo a ficar mais bem informado, a votar de maneira mais consciente. Só sinto falta de uma coisa, para ter mais segurança na minha convicção: que algum desses repórteres que acompanham Alckmin todo dia tenha a idéia de perguntar: "Governador, no lugar do presidente Lula o senhor vetaria o aumento dos aposentados e a extensão do FGTS às domésticas?".

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).
Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

3 Comentários:

Anonymous Swamoro Songhay disse...

Acima das estratégias eleitorais, seria bom ouvir dos candidatos, suas propostas sobre a segurança pública. A despeito dos problemas evidentes, somente retóricas e acusações mútuas de incompetência e inoperância. Como dependem de votos para sua eleição, seria interessante seu claro posicionamento, para que os cidadãos e contribuintes pudessem tirar suas conclusões. Além do voto, o cidadão não tem armas mais eficiente para defender-se e aos seus.

quarta-feira, 12 de julho de 2006 14:00:00 BRT  
Anonymous Richard Lins disse...

PQP 3 VEZES... só vc alon p/ falar uma coisa tão boa!!!! Mas é disto mesmo que estamos precisando na imprensa nacional: PERGUNTAS. Não vou esquecer do jornalista entrevistando o Ministro do Bolsa-Voto, Patrus Ananias. O ministro informando que seria usado um cartão magnético nas escolas p/ controlar a freqüência dos alunos e os benefícios do programa... la´pelas tantas o repórter faz a pergunta fatal: "mas ministro, e nas escolas rurais que não tem energia elétrica, como é que fica?" A cara de palerma da ôtoridade foi sintomática... ele simplesmente não sabia do que estava falando nem acreditou que alguém pudesse perguntar isto... ainda mais um repórter!!!!

quinta-feira, 13 de julho de 2006 17:50:00 BRT  
Anonymous Richard Lins disse...

PQP 3 VEZES... só vc alon p/ falar uma coisa tão boa!!!! Mas é disto mesmo que estamos precisando na imprensa nacional: PERGUNTAS. Não vou esquecer do jornalista entrevistando o Ministro do Bolsa-Voto, Patrus Ananias. O ministro informando que seria usado um cartão magnético nas escolas p/ controlar a freqüência dos alunos e os benefícios do programa... la´pelas tantas o repórter faz a pergunta fatal: "mas ministro, e nas escolas rurais que não tem energia elétrica, como é que fica?" A cara de palerma da ôtoridade foi sintomática... ele simplesmente não sabia do que estava falando nem acreditou que alguém pudesse perguntar isto... ainda mais um repórter!!!!

quinta-feira, 13 de julho de 2006 17:50:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home