sábado, 22 de abril de 2006

Oposição recorre a ex-guerrilheiro contra Chávez (22/04)

Um ex-guerrilheiro e ex-comunista, Teodoro Petkoff (foto), é a esperança do antichavismo na Venezuela nas próximas eleições presidenciais. Leia reportagem da Reuters, de Greg Brosnan. A direita venezuelana não tem um líder que a unifique. Os quadros políticos da elite naquele país entraram em colapso com o fracassado golpe de 2002 e com a derrota no plebiscito para decidir a permanência ou não de Hugo Chávez no poder. A oposição espera que as origens de esquerda de Petkoff ajudem-no a conquistar votos entre os mais pobres.

Clique aqui para uma biografia de Petkoff.

Clique aqui para uma biografia de Hugo Chávez.

Clique aqui para assinar este blog (Blog do Alon).

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

2 Comentários:

Anonymous José Augusto disse...

Antigamente o Brasil, devido às políticas econômicas adotadas, era comparado à Argentina, parodiando um comercial de Tv que dizia: Eu sou você amanhã.
Parece que tal comparação, pode vir a ser aplicada com adaptações, substituindo a política econômica, pela política oposicionista reticente a respeitar o resultado das urnas, e substituindo Argentina por Venezuela.
Esse texto do Alon é uma aula, que todo proselitista do impedimento ao Presidente deveria voltar aos bancos escolares para ler. Incluse alguns professores (ex?) de sociologia.

sábado, 22 de abril de 2006 11:19:00 BRT  
Anonymous Marcus disse...

Se é isso que a oposição pensa, pensou errado. O fato dele ter um passado de esquerda não lhe dá qualquer vantagem comparativa com outros candidatos.

Lula, por exemplo, não está bem com os mais pobres por ser de esquerda (ele nem o é, aliás), mas por ter tomado medidas que os favoreceram.

De qualquer forma, é alvissareiro saber que a oposição venezuelana pretende enfrentar Chávez nas urnas, em vez de boicotar o processo eleitoral.

sábado, 22 de abril de 2006 14:44:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home