quarta-feira, 5 de abril de 2006

Confusão cearense (05/04)

A aliança entre Tasso Jereissati (PSDB) e Ciro Gomes (PSB) governa o Ceará há 20 anos. Na última eleição, o tucano Lúcio Alcântara derrotou o petista José Aírton por margem estreitíssima em 2002. Tasso e Ciro querem manter a aliança no estado. O problema é que cada um deles apóia um candidato a presidente. A engenharia da solução estava preparada:

1) Tasso apóia Alckmin e indica o candidato ao Senado. Seria o atual governador, Lúcio Alcântara (PSDB).
2) Ciro apóia Lula e indica o candidato ao governo. Seria o ex-prefeito de Sobral, Cid Gomes (PSB, irmão de Ciro).

Há um precedente. Em 1998, Ciro disputou a Presidência pelo PPS, mas ao governo do Ceará apoiou Tasso , que por sua vez apoiava FHC na corrida pelo Planalto.

Mas apareceu um problema: o governador Lúcio Alcântara, que vinha garantindo não ser um obstáculo ao acordo, ficou no cargo e não mais pode disputar o Senado, só a reeleição. Além disso, despertou a ira de Tasso e Ciro ao supostamente vazar uma conversa reservada entre os três sobre o assunto. Aguardam-se os novos capítulos. Clique aqui para ler mais.

Clique aqui para assinar este blog

Para inserir um comentário, clique sobre a palavra "comentários", abaixo.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home