terça-feira, 14 de março de 2006

O "vôo cego" do tucano na madrugada (14/03)

O momento decisivo na dramática madrugada tucana que começou a enterrar os sonhos presidenciais de José Serra aconteceu por obra do triunvirato. À tarde, o prefeito havia feito o gesto e se colocado na disputa, desde que recebesse o apoio do partido. Quando chegou ao encontro da noite com Aécio Neves, Tasso Jereissati e Fernando Henrique Cardoso, disse que iria para a votação contra Geraldo Alckmin no Diretório Nacional, mas que pedia para isso o apoio dos três. Ou seja, que o triunvirato o ajudasse a conseguir o voto da maioria dos membros. O apoio lhe foi negado. Disseram-lhe que os governadores estavam muito alinhados com Alckmin e que a votação no Diretório Nacional seria um "vôo cego", nas palavras de um deles.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home