quinta-feira, 16 de março de 2006

O problema da oposição não está nas pesquisas (16/03)

Está em notícias assim, como as duas primeiras da sinopse de imprensa que a consultoria Tendências distribuiu hoje a seus clientes:

"IGP-10 É O MENOR DA HISTÓRIA APÓS DEFLAÇÃO EM MARÇO - O Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10), apurado pela Fundação Getúlio Vargas, manteve-se praticamente estável em março, apresentando variação negativa de apenas 0,03%. O resultado foi 0,20 ponto percentual inferior à taxa de variação registrada em fevereiro, de 0,17%, levando o resultado acumulado em 12 meses para 1,03%, o menor da história da FGV, fundada em 1944, e também o mais baixo desde o surgimento do IGP-10, em 1993. A deflação foi causada pela queda de preços de produtos como soja (-5,33%), café (-9,14%) e milho (-3,52%).

INDÚSTRIA SÓ NÃO AVANÇOU NO RS E PR, APONTA IBGE - A produção industrial brasileira registrou em janeiro crescimento em 12 das 14 regiões pesquisadas pelo IBGE. Só houve queda na comparação com o mesmo mês no ano passado no Rio Grande do Sul (-2%) e Paraná (-5,3%). No Estado de São Paulo, a alta foi de apenas 1,7%, abaixo da expansão de 3,2% ocorrida na média nacional. Segundo o IBGE, a indústria de São Paulo mostra claramente um ritmo de acomodação. Registraram crescimento acima da média Pará (10,7%), Espírito Santo (10,1%), Ceará (9,9%), Bahia (6,6%), Rio de Janeiro (5,8%), Amazonas (5,6%), Minas Gerais (5,2% e Pernambuco (4,3%)."

Aí está. Não será fácil para a oposição demonstrar que o governo de Luiz Inácio Lula da Silva é incompetente. A vida de Heloísa Helena (PSol) e (talvez) Anthony Garotinho (PMDB) será menos difícil. Vão propor a mudança de modelo na economia. Já (talvez) Germano Rigotto (PMDB) e Geraldo Alckmin (PSDB) vão ter de espremer a cabeça para explicar por que o eleitor deveria trocar Lula por um deles. E atenção para o "ritmo de acomodação" da indústria paulista. Se em 2006 São Paulo crescer menos que o país isso poderá ser usado contra o futuro ex-governador.

5 Comentários:

Blogger Aurélio Macedo disse...

Tão danosa como a inflação é a deflação, principalmente quando experimentamos um crescimento econômico pífio como atualmente. Aprendi isso pela imprensa num passado remoto. Acho que essa premissa ainda é válida. Não cheguemos à conclusões apressadas.

quinta-feira, 16 de março de 2006 12:17:00 BRT  
Blogger Aurélio Macedo disse...

Tão danosa quanto a inflação...

quinta-feira, 16 de março de 2006 13:07:00 BRT  
Anonymous Dourivan Lima disse...

Você tem razão do ponto de vista, chamemos assim, da comunicação política - e essa é a tônica do seu comentário. Do ponto de vista da Economia Política, é difícil, mesmo para eleitores inteligentes, perceber as oportunidades perdidas pelos Governos Lula e FHC para que o País tivesse um crescimento robusto sem inflação. E agora, que se pressupõe que a única alternativa é Alckmin, esperar o quê? Na "Opinião Econômica" na Folha de hoje o Paulo Nogueira Batista Jr. expressa o sentimento que acredito que é o mesmo de tantos outros economistas respeitáveis que já estiveram alguns ainda estão) do lado de Lula - os quais, por razões políticas e até mesmo por falta de sentido prático de dizer o mesmo neste momento, não vão perder a valiosa chance de ficar calados.

quinta-feira, 16 de março de 2006 15:01:00 BRT  
Blogger Ricardo disse...

Alon

Só que sua afirmação vai contra a pesquisa Ibope de ontem, em que 60% das pessoas querem mudanças na política econômica, pois sabem que tais dados não tem contrapartida na vida real. A classe média que o diga, como mostra o livro recém-lançado, que demonstra o desaparecimento da classe média e sua pauperização.
O contraditório até agora não existiu: basta ver o jornal que interessa ao povão (o Jornal Nacional), hoje um intervalo entre novelas (dura menos de meia-hora). Aparecem os Maílson, os doutos da inflação gigante falando abstrações distantes da economia real. Dá no que dá: o povo quer mudanças mas ainda acredita que virão do Apedeuta por falta de opção (agora mais que nunca).

quinta-feira, 16 de março de 2006 18:00:00 BRT  
Anonymous Artur disse...

Por que será que me lembrei de um certo spin master e seu dito sobre economics & morons?

quinta-feira, 16 de março de 2006 19:21:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home