quarta-feira, 22 de março de 2006

Casos iguais, critérios diferentes (22/03)

Depois de absolver o deputado Wanderval Santos (PL-SP), o plenário da Câmara vota agora a cassação de João Magno (PT-MG). PSDB e PFL tentaram inutilmente obstruir a votação para evitar que ela acontecesse com quórum baixo. Fica aqui uma pergunta para tucanos e pefelistas. Por que João Magno deveria ser condenado depois de terem sido absolvidos o deputado Roberto Brant (PFL-MG) e o senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG), cujo processo foi arquivado ontem pelo Senado?

Atualização: João Magno foi absolvido à 0h25 de 23/03. Só 201 votaram para cassá-lo.

Clique aqui para assinar este blog.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home