sexta-feira, 10 de março de 2006

Alckministas apostam em acordo (11/03)

Acabei de falar com o deputado alckminista Júlio Semeghini (PSDB-SP). Ele me disse que a expectativa entre os partidários do governador Geraldo Alckmin é de um acordo até terça-feira com o prefeito José Serra. Ele não acredita em confronto dentro do partido.

4 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Caro Alon, pelo movimento dos últimos dias, Alckmin será o candidato. Como pode o PSDB preferir o pior colocado nas pesquisas? Não parece que tudo começou em 2004, quando Serra decidiu ser candidato a prefeito? Foi um erro estratégico? Arrogância? Desprezo pela habilidade política e posição privilegiada que tinha/tem o governador? Ele não viu que, como ele, Alckmin veria 2006 como o grande ano para sua carreira política? Afinal, após ser governador, qual seria o desejo do Alckmin, senão a presidência? Agora, mesmo numa virada, Serra sairia candidato com o partido dividido (o mesmo ocorrerá com o Alckmin). Fico pensando: se o Serra não tivesse saído candidato em 2004, como seria?

sábado, 11 de março de 2006 22:19:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Caro Alon, pelo movimento dos últimos dias, Alckmin será o candidato. Como pode o PSDB preferir o pior colocado nas pesquisas? Não parece que tudo começou em 2004, quando Serra decidiu ser candidato a prefeito? Foi um erro estratégico? Arrogância? Desprezo pela habilidade política e posição privilegiada que tinha/tem o governador? Ele não viu que, como ele, Alckmin veria 2006 como o grande ano para sua carreira política? Afinal, após ser governador, qual seria o desejo do Alckmin, senão a presidência? Agora, mesmo numa virada, Serra sairia candidato com o partido dividido (o mesmo ocorrerá com o Alckmin). Fico pensando: se o Serra não tivesse saído candidato em 2004, como seria?

sábado, 11 de março de 2006 22:19:00 BRT  
Anonymous Oded Helstrom disse...

Se ele não tivesse saído candidato a prefeito diriam hoje que ele não poderia ser candidato a presidente por ser antipático, por ter perdido todas as eleições majoritárias que participou, por não ter condições de derrotar o PT numa eleição presidencial, por ser desagregador. Por tudo que se falava dele antes de enfrentar e ganhar da Marta Suplicy. Os candidatos naturais hoje seriam Aécio e Alckmin. O PSDB resiste a Serra pela razão de sempre: como disse o insuspeito José Dirceu, ele está muito à esquerda para ser um tucano confiável à elite. Se Serra não tivesse disputado e ganhado a eleição de 2004 sua popularidade seria desqualificada no PSDB como "recalll" ainda mais do que é hoje.

sábado, 11 de março de 2006 23:29:00 BRT  
Anonymous Anônimo disse...

Boa a resposta de Oded Helstrom. Ajuda a entender a decisão de Serra em concorrer em 2004 e pôs em cheque a minha impressão de que a vitória dele naquele ano trouxe mais benefícios para o PSDB do que para ele próprio(aliás, ter um vice do PFL tira a pecha de desagregador de qualquer um, com a possibilidade de entregar 2 anos e tanto de mandato).
Contudo, acho que se alguém chega ao segundo turno de uma eleição presidencial já conquistou um capital político relevante o suficiente para cogitar sua candidatura mais uma vez. Tá certo que não é o bastante para conquistar a candidatura dentro do partido (Oded citou os obstáculos), mas é algo significativo. E não podemos ter certeza que a posição do Serra e do Alckmin nas pesquisas eleitorais seriam muito diferentes se ele não virasse prefeito e ainda fosse presidente do partido. Num cenário assim, sem ter sido eleito prefeito, não deixaria o governador com o monopólio das manchetes dos jornais, como ocorreu nos últimos meses. O Serra ainda poderia ser o anti-Lula. Posição semelhante que tinha o atual presidente nas eleições anteriores, que aliás só venceu a primeira justamente em 2002. Não descarto que haveria dificuldades para o prefeito impor sua candidatura. Aliás, há muito tempo que já dava para ver que o processo decisório dentro do PSDB seria crucial para saber quem seria o presidente a partir de 2007.
Sei que parece uma dialética de porta de banheiro de boteco, mas acho que a vitória de Serra em 2004, ao mesmo tempo que removeu certos obstáculos, criou também dificuldades para o Serra ser o candidato.
É isso aí, Caros ODED e Alon.

Luis Carlos

domingo, 12 de março de 2006 02:46:00 BRT  

Postar um comentário

<< Home