terça-feira, 7 de fevereiro de 2006

O que (não) chamou a atenção na entrevista de FHC no Roda Viva (07/02)

Uma passagem da entrevista de Fernando Henrique Cardoso no Roda Viva é emblemática dos sentimentos que orientam as relações entre tucanos e petistas. FHC até chamou a atenção dos jornalistas para o que ia dizer, mas não despertou muita curiosidade. Disse que fez a transição de governo para Lula (exemplar, por democrática) de um jeito que permitisse, depois, a discussão sem travas de uma convergência entre as duas correntes políticas. Segundo FHC, o plano fracassou pois o PT teria persisitido em considerar o PSDB como adversário (inimigo) principal. Definitivamente, o Brasil não é o Chile. Ali, socialistas e democrata-cristãos estão aliados contra o pinochetismo desde que acabou a ditadura. Fizeram o que Aldo Moro tentou na Itália, antes de ser seqüestrado e morto pelas Brigadas Vermelhas.

2 Comentários:

Blogger José Carlos Silvares disse...

O problema é que a inveja mata.

sábado, 11 de fevereiro de 2006 11:25:00 BRST  
Blogger Alon Feuerwerker disse...

É, o Fernando Henrique deveria aprender com o Bill Clinton sobre como fazer oposição ao sucessor...

sábado, 11 de fevereiro de 2006 11:34:00 BRST  

Postar um comentário

<< Home