segunda-feira, 6 de fevereiro de 2006

Hamas dá sinais de moderação tática (06/02)

Últimos desenvolvimentos da situação na Palestina:

1) O Hamas deu sinais de moderação tática ao insinuar que pode respeitar, durante algum tempo, os acordos assinados por Yasser Arafat e que institucionalizam a solução de dois estados, um judeu e um palestino. O programa do Hamas defende a eliminação de Israel e a instalação de uma república islâmica em toda a antiga Palestina (Israel, Gaza e Cisjordânia).

2) O premiê interino de Israel, Ehud Olmert, aceitou liberar recursos provenientes de impostos para a Autoridade Palestina, mas condicionou novas liberações ao perfil do novo governo palestino. O Hamas tem 74 das 132 cadeiras do novo Parlamento, eleito no final de janeiro. Israel diz que não repassará recursos a um governo empenhado em destruir o estado judeu.

3) Israel diz estar determinado a impedir que o Hamas lidere o novo governo palestino. Olmert afirma que só cooperará com o presidente Mahmoud Abbas, da Fatah, derrotada na eleição.

Clique aqui para ler mais.

Notas relacionadas neste blog:

Hamas dá sinais de moderação tática (06/02)

Hamas diz que jamais aceitará Israel (03/02)

Quarteto exige que Hamas renuncie à violência e reconheça Israel (30/01)

O papel do voto distrital na vitória do Hamas (29/01)

Palpites sobre o Oriente Médio (29/01)

Reação cuidadosa do mundo à vitória do Hamas (27/01)

EUA pedem que Hamas renuncie à violência e aceite Israel (26/01)

As conseqüências da vitória do Hamas (26/01)

Palestina: Sem maioria absoluta para Fatah ou Hamas (25/01)

O que dizem as pesquisas na Palestina (25/01)

Eleições no mundo mostram divisão Norte-Sul (23/01)

Hamas aumenta favoritismo para as eleições palestinas (22/01)

2 Comentários:

Anonymous Paulo Artze disse...

A mudança é só tática. O Hamas quer tomar o governo, solidificar sua posição e depois vai com tudo para destruir Israel.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2006 13:51:00 BRST  
Anonymous Ulrich Matheus disse...

Não acho não. Se a Al-Fatah moderou-se, por que o Hamas não pode fazer a mesma coisa?

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2006 13:54:00 BRST  

Postar um comentário

<< Home