segunda-feira, 30 de janeiro de 2006

Quarteto exige que Hamas renuncie à violência e reconheça Israel (30/01)

O quarteto responsável pelo Mapa do Caminho nas negociações por um acordo de paz no Oriente Médio pediu hoje ao Hamas que rejeite a violência e reconheça o Estado de Israel. "Todos os membros do futuro governo palestino devem estar comprometidos com a não-violência, o reconhecimento de Israel e a aceitação dos acordos e obrigações prévias, inclusive o Mapa do Caminho", diz o comunicado assinado hoje por EUA, Rússia, União Européia e ONU. O secretário-geral da ONU, Kofi Annan, leu o comunicado após uma reunião dos quatro em Londres. A resposta do Hamas veio rapidamente. O grupo rejeitou a posição. "Eles deveriam ter pedido o fim da ocupação israelense e da agressão ... e não que a vítima aceite a ocupação e permaneça de mãos amarradas diante da agressão", disse o porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri. O comunicado do quarteto vincula ainda o futuro das contribuições financeiras para a Autoridade Palestina à aceitação das condições decididas ontem. Para ler sobre a posição do quarteto, clique aqui. Para ler sobre a resposta do Hamas, clique aqui. Na última quarta-feira, o Hamas venceu as eleições para a renovação do Parlamento Palestino e tem maioria para formar o novo governo. O Hamas é classificado de terrorista por EUA e União Européia. Sua plataforma defende a eliminação de Israel e o estabelecimento de uma república islâmica no território que hoje se estende por Israel, Gaza e Cisjordânia.

Notas relacionadas nste blog (Palestina):

Quarteto exige que Hamas renuncie à violência e reconheça Israel (30/01)

O papel do voto distrital na vitória do Hamas (29/01)

Palpites sobre o Oriente Médio (29/01)

Reação cuidadosa do mundo à vitória do Hamas (27/01)

EUA pedem que Hamas renuncie à violência e aceite Israel (26/01)

As conseqüências da vitória do Hamas (26/01)

Palestina: Sem maioria absoluta para Fatah ou Hamas (25/01)

O que dizem as pesquisas na Palestina (25/01)

Eleições no mundo mostram divisão Norte-Sul (23/01)

Hamas aumenta favoritismo para as eleições palestinas (22/01)

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home