sexta-feira, 27 de janeiro de 2006

Merkel segue receita de Lula e se dá bem (27/01)

A democrata-cristã Angela Merkel era amplamente favorita nas últimas eleições alemãs mas quase perdeu, pois foi franca demais na campanha eleitoral. Disse que o país precisava de reformas radicais para reduzir os gastos públicos. O equilíbrio com os social-democratas obrigou Merkel a formar um governo de união nacional com os principais adversários. Com a desculpa de que o resultado eleitoral precisa ser respeitado, Merkel agora abandonou (suspendeu) as idéias radicais e concentra-se nos cuidados com a responsabilidade fiscal. O resultado é a popularidade em alta e o aumento da confiança dos alemães no futuro da economia. Leia mais na análise do jornal britânico Financial Times, clicando aqui.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home