quarta-feira, 4 de janeiro de 2006

Esquenta o debate sobre o próximo governo (04/01)

Selecionei dois textos que abordam -um de cada lado do espectro político- as perspectivas do próximo governo.
*
O secretário de Relações Internacionais do PT, Valter Pomar, publicou "A primeira reunião com Lula" no site do partido. Relata o encontro entre a Executiva Nacional e o presidente da República. Transcrevo o trecho final: "Ao mesmo tempo, é fundamental subir o tom da polêmica pública com a oposição de direita. A campanha de 2006 já começou. Nos últimos dez meses, a oposição tucano-pefelista bateu o quando pode e além de qualquer medida. É hora de reagir com uma polarização que não pode ser apenas político-eleitoral, mas que deve ser principalmente programática e ideológica".
*
O jornalista Reinaldo Azevedo, editor do site Primeira Leitura, publicou o artigo "Serra ou Alckmin? Ganhar para quê?". O título parece-me auto-explicativo. Transcrevo um trecho: "Estamos conformados em crescer a metade do que cresce o mundo e a América Latina e um terço (às vezes, menos) do que crescem os países emergentes? O país bate cabeça nos fóruns multilaterais; vive impasses no Mercosul e na Alca; perde-se numa retórica entre oca e autonomista, sem estratégia ou plano de longo prazo; o superávit primário, inédito, é de má qualidade, conseguido à custa de um sistema tributário que beira a prática confiscatória, com serviços públicos que nem remotamente compensam o que a máquina do governo, com gastos crescentes, arranca da sociedade; o emprego, por causa do baixo crescimento, está muito atrás do que exige a sociedade; a nossa política macroeconômica dita “responsável”, a um só tempo, usa os juros para conter a inflação e o consumo e estimula mecanismos de crédito que estimulam o... consumo e a inflação; o país está à espera de uma reforma trabalhista que possa desonerar a formalização do trabalho; a Previdência, quebrada de novo, pede uma nova rodada de reformas que não pode estar descolada de um planejamento mais amplo da economia".

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home