quinta-feira, 29 de dezembro de 2005

Coluna Brasília-DF: O fiel da balança (29/12)


Alon Feuerwerker
(Com Luciene Soares)


Correio Braziliense, 29 de dezembro de 2005 - Anthony Garotinho ouviu uma boa notícia nos últimos dias e pode estar a caminho de receber outra, ainda melhor. Ele já sabe que Orestes Quércia consolidou posição favorável à candidatura própria do PMDB na sucessão de Lula. O ex-governador de São Paulo vinha sendo namorado por tucanos e petistas para uma composição paulista, mas sua liderança nas pesquisas para o Palácio dos Bandeirantes congelou as conversas. Quércia é candidato a governador e precisa de um puxador nacional de votos para ajudá-lo a enfrentar PSDB e PT, que têm nomes fortes para o Planalto. Essa é a boa notícia para o ex-governador do Rio. A melhor é que alguns quercistas próximos ao chefe já admitem a hipótese de esse puxador ser o próprio Garotinho.

***

Os governistas do PMDB precisam de Quércia para matar de vez a prévia de março e tentar emplacar outro nome. Quércia é o fiel da balança na convenção nacional do PMDB. Se pender para Garotinho, abrirá uma avenida diante do marido de Rosinha e vai tornar difícil a vida dos aliados de Lula dentro do partido.

Tapa-buraco

A iniciativa do governo federal de contratar cerca de R$ 200 milhões em obras emergenciais – portanto sem licitação – nas estradas não passou despercebida entre os observadores mais atentos e experientes em arrecadação para campanhas. Em pleno ano eleitoral, suspeitam que a expressão “tapa-buraco” possa ganhar um significado mais amplo do que o supostamente imaginado pelos idealizadores do projeto.

Pão e água

O governo Lula joga duríssimo com o PSol, o partido que nasceu da costela do PT. Uma consulta ontem ao site do Senado sobre a execução no Orçamento de 2005 mostrava um empenho (compromisso de gasto) de apenas 19% das emendas individuais puras dos correligionários de Heloísa Helena (AL). Para comparar, o PSDB tinha 44,5% e o PFL aparecia com 42%.

Seca total

Mas é no pagamento das emendas que o PSol sofre mais.
O relatório mostra que nenhum centavo foi liberado para os projetos da sigla de Luciana Genro (RS) no OGU 2005. O PSol está na rabeira também nas liberações relativas a 2004. Os campeões são o PCdoB e o PTB.

Recall negativo

A recente onda de governistas pedindo FHC como adversário de Lula na eleição do ano que vem não é por acaso. Bem abastecido por pesquisas, o Palácio do Planalto sabe que elas são unânimes em apontar que o petista ganha pontos toda vez que o eleitor é colocado diante da polarização FHC x Lula. Os marqueteiros tucanos têm trabalho duro pela frente.

-----------
No cafezinho

Para quem precisa

O senador Paulo Octávio diz que um acordo na bancada o impede de devolver o dinheiro extra recebido pela convocação extraordinária. Por isso, vai destinar a verba a entidades beneficentes do Distrito Federal.

Escalação

O presidente Lula tem conversado bastante por telefone com o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel (PT). O mineiro está cotado para compor o núcleo dirigente da campanha pela reeleição do presidente.

Reconciliação

O governador do Mato Grosso, Blairo Maggi (PPS), e seu primo, Eraí Maggi, ensaiam uma reaproximação. Eraí, que é do PDT, pode ser candidato ao Senado na chapa pela reeleição de Blairo. PFL e PP também estão de olho na vaga .

De volta

Após uma semana de merecida folga, a titular desta coluna, Denise Rothenburg, estará de volta a partir de amanhã. Feliz 2006 para o Brasil.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home