quinta-feira, 1 de setembro de 2005

Despesa social vai ser reforçada

Alon Feuerwerker

Correio Braziliense, 1 de setembro de 2005 - O Bolsa Família e os recursos para agricultura familiar e reforma agrária não são os únicos trunfos sociais de Luiz Inácio Lula da Silva para enfrentar a disputa pela reeleição à Presidência da República em 2006.
Os gastos com medicamentos vão subir 31,6% em relação a este ano, atingindo mais de R$3,5 bilhões. Os recursos para tratamento da Aids vão quase dobrar, para cerca de R$ 1 bilhão. Outro R$ 1 bilhão irá para saneamento, crescimento de 27% sobre 2005.
Mais de R$ 500 milhões serão destinados a moradias de interesse social, para atacar o déficit habitacional das famílias que recebem menos de 5 salários mínimos.
Na esfera da segurança alimentar, R$ 1,3 bilhão irá para a merenda escolar, quase 40 milhões de crianças e adolescentes matriculados na rede pública.
Na área da segurança pública, politicamente sensível, quase R$ 400 milhões vão fortalecer as polícias estaduais e municipais. A Polícia Federal receberá quase R$ 600 milhões para combater o crime organizado, o tráfico de drogas e para sua modernização.
O investimento social é importante politicamente para o PT, porque são as classes populares que mais aprovam o governo Lula, segundo todas as pesquisas de intenção de voto para a eleição à Presidência da República em 2006.

0 Comentários:

Postar um comentário

<< Home